Ator do filme Harry Potter, Daniel Radcliffe, quer virá travesti!

julho 14, 2009 | Ator, Atriz, Celebridade, Cinema, Comportamento, Entretenimento, Filme, Foto, Internacional, Relacionamentos, Sensualidade, TV

Foto-Daniel-Radcliffe-travesti-filme-harry-Potter
Daniel Radcliffe tem um complexo. Fama mundial, adoração das fãs, fortuna de £ 15 milhões – £ 40 milhões, quando concluir os dois últimos filmes da franquia “Harry Potter” – e respeito da crítica não parecem conformá-lo. Daniel se acha pequeno demais. Com 57 quilos distribuídos por 1,65m, o protagonista da série mais lucrativa da história do cinema chega aos 20 anos, semana que vem, sem ter conseguido se livrar do renitente jeito de menino. Mas suas atuações no novo “Harry Potter e o enigma do príncipe“, que estreia esta quarta-feira ; no filme para a TV “My boy Jack”, de 2007; e na peça “Equus”, em Londres e Nova York, ano passado, não deixam dúvida: ele ganhou nova estatura.

– Não sei o que é, está em mim. Não poderia fazer qualquer coisa além disso. Quero estudar cada vez mais arte dramática, me vejo velhinho em cima de um palco… Por sorte, tive grandes mestres, como Gary Oldman (o Sirius Black), Richard Harris (o professor Albus Dumbledore nos dois primeiros filmes), Michael Gambon (que viveu o personagem nos demais) e Kenneth Branagh (que o apadrinhou e indicou para “Equus”). Esses caras são inspiradores – disse o ator, em entrevista à Megazine e a veículos estrangeiros, em abril de 2008, antes de a estreia do novo filme ser adiada por imposição dos produtores americanos.

O peso do papel que o atirou ao circo global é brutal. Daniel, ou Dan, como é chamado pelos amigos, reconhece ter medo do que virá com o fim da saga, em 2011 (“Mas me sinto preparado, tenho recebido propostas realmente boas”). É visível seu esforço por parecer maduro e respeitável. Cita poesia clássica, mostra-se informado sobre a situação política mundial e consome arte contemporânea. Ao diário britânico “The Guardian”, contou que, quando fez 18 anos, em vez de um carro, comprou uma escultura do artista radicado em Nova York Jim Hodges, que o introduziu ao mundo dos travestis.

– Eu adoraria interpretar um travesti ou uma drag queen, mas não por causa das roupas… Espera, o que estou dizendo? É claro que é por causa das roupas! Acho que fico bem com o olho pintado. E não vou fazer um emo, então a única opção é drag – brincou. – Aliás, um conselho que eu daria a um ator que quer passear despercebido pela rua é estar com um transexual de 2 metros. Ninguém vai te olhar, especialmente se você tiver 1,65m.

A sensibilidade e o interesse por outras artes já o teriam levado a se aventurar como poeta, sob o pseudônimo de Jacob Gershon – junção do seu nome do meio com o sobrenome da mãe, que é judia. Dado a passatempos tranquilos, como assistir a horas de televisão numa sexta à noite, ele dificilmente será visto doidão, barbarizando numa boate.

Bebo pouco e não curto cerveja. Prefiro um pub ou um show a uma boate. É difícil ter uma agenda regular se o trabalho te absorve tão intensamente, mas, quando posso, vou a shows da (banda nova-iorquina) Hold Steady. E adoro Radiohead, Arctic Monkeys e Vampire Weekend – contou.

Fotos-Filme-Emma Watson-Rupert-Grint-Daniel Radcliffe-Harry-Potter-enigma-do-princiope-reuters

Morando sozinho há um ano e meio em Fulham, na Grande Londres, a menos de 15 minutos da casa dos pais, onde lava roupa e, vez ou outra, fila um rango, ele vai muito a jogos de críquete e futebol com o amigo Tom Felton (o Malfoy). De Emma Watson (Hermione) e Rupert Grint (Rony) se considera “irmão”, mas não costuma vê-los fora das filmagens.

Desde o ano passado, Daniel namora uma atriz irlandesa quatro anos mais velha, Laura O’Toole, que conheceu na temporada nova-iorquina de “Equus”. Mas não gosta de falar sobre sua vida amorosa. Numa entrevista, deixou escapar que perdeu a virgindade “muito cedo”, e com uma mulher bem mais velha. No começo de 2008, segundo a imprensa de fofocas, apaixonou-se por uma australiana que viu numa festa – eles nem teriam ficado.

A enxurrada de fofocas ele encara com bom humor. Já disseram que Daniel é perseguido por um psicopata, que manda importar uma cerveja feita por monges belgas, que tem uma estátua de si mesmo nu e que cresceu 60 centímetros em um mês:

– Essa, sim! Quem me dera esses caras tivessem acertado pelo menos nessa história dos centímetros!

Fonte O Globo

Comentários (5)

 

  1. vitoria farias disse:

    Guando eu li o nome da materia fquei pirada + eu sabia q o meu gatinho n e gay ele tdb e gostoso como eu queria q ele tivesse perdido a virgindade dele comigo ele ia me levar as nuves

  2. gigi disse:

    UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUii !!!!!!!!!

  3. Arthur Cavalcante disse:

    Isso é muito é mitira

  4. Giulia Silva Santos disse:

    propaganda enganosa

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.