Avião Air France – Encontrados mais 3 corpos no total de 44 vítimas no acidente do Airbus

junho 11, 2009 | Acidentes, América do Sul, Aviação, Brasil, Europa, Incidentes, Internacional, Mundo, Pernambuco, Recife

Carro da Polícia Científica estacionado próximo ao IML do Recife, após a chegada dos primeiros corpos de vítimas do voo 447 (Foto: Maurício Lima/AFP)
Carro da Polícia Científica estacionado próximo ao IML do Recife, após a chegada dos primeiros corpos de vítimas do voo 447 (Foto: Maurício Lima/AFP)

 

O total de corpos encontrados chega a 44.

Dezesseis corpos chegaram ao IML na madrugada de quinta-feira (11).

Os comandos da Aeronáutica e Marinha informaram na noite desta quinta-feira (11) que mais três corpos foram resgatados em alto-mar próximo a Fernando de Noronha. O total de corpos encontrados chega a 44.

De acordo com o tenente brigadeiro Ramon Cardoso, eles estão sendo tranferidos na fragata Constituição para o arquipélago.

O Instituto Médico Legal do Recife começou nesta quinta-feira, entre 14h e 15h, o trabalho de perícia em vítimas do acidente com o voo da Air France, segundo informou a assessoria de imprensa da Polícia Federal. O objetivo é investigar a causa da morte e tentar identificar os corpos.

Por volta das 3h de quinta-feira, 16 corpos resgatados pela Marinha e Aeronáutica chegaram ao IML do Recife.

No IML, 41 peritos de Pernambuco, Ceará, Alagoás e Paraíba e dois da PF farão a análise dos corpos. Há ainda a participação de dois peritos franceses, como observadores, uma vez que a França é a responsável pela investigação sobre as causas do acidente.

Não foi informado quantos corpos serão analisados por vez tampouco quanto tempo duraria esse trabalho. Até o início da noite desta quinta-feira, não havia sido informada a identificação de nenhum corpo.

Em Fernando de Noronha, sete profissionais da Polícia Federal e três de Pernambuco, entre eles legistas, peritos e papiloscopista, catalogaram os corpos e seus pertences, colheram digitais (em alguns corpos esse trabalho não foi possível) e material genético e coletaram informações sobre os corpos, como cicatrizes, marcas e tatuagens. Todos os corpos são fotografados para facilitar o trabalho de identificação a ser feito no IML.

Para a identificação dos corpos, o primeiro critério é a impressão digital. Se o reconhecimento não for possível, é analisada a arcada dentária e, caso necessário, em terceiro lugar, comparado o material genético da vítima com seus parentes.

Em Fernando de Noronha, foram colhidas duas amostras de material genético por corpo – uma será remetida ao Instituto Nacional de Criminalística, em Brasília, e outra será mantida na ilha, como procedimento de segurança.

Dos corpos remetidos ao IML do Recife, não foram informados a faixa etária e o gênero das vítimas.

O Airbus da Air France que partiu do Rio no domingo (31) em direção a Paris desapareceu sobre o oceano. O voo AF 447 levava 228 pessoas. Os trabalhos de resgate dos corpos continuam.

Fonte: G1

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.