Brasil lança novo Portal com mais de 500 serviços disponíveis para os cidadãos

março 3, 2010 | Brasil, Carnaval, Comportamento, Entretenimento, Internet, Mundo, Turismo

A partir de hoje, 3 de março de 2010, o Brasil terá um novo Portal de internet, www.brasil.gov.br, concebido para oferecer serviços, cultura, informações e aproximar o Estado do cidadão. O Portal foi desenhado para alterar os atuais parâmetros da comunicação digital no âmbito do Poder Executivo Federal, de modo a tornar-se ferramenta em contínuo aprimoramento, tanto na publicação de conteúdo quanto na interação com o usuário. Mais de 500 serviços estarão disponíveis para os cidadãos.

A reformulação do Portal Brasil, coordenado pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom), é resultado de um processo de trabalho que levou cerca de três anos. A Empresa Brasileira de Comunicação e Produção LTDA (Grupo TV1) venceu a licitação em fevereiro de 2009 e ficou com a missão de desenvolver a estratégia digital para atender aos objetivos de comunicação estabelecidos pela Secom. A implementação do projeto envolveu mais de 200 pessoas com perfil multidisciplinar, incluindo profissionais de conteúdo, arquitetura de informação, webdesign, programação, produção de vídeo e infografismo, entre outros. O contrato entre a Secom e o Grupo TV1 foi assinado em março de 2009 e prevê investimentos de até R$11 milhões em um ano (março/09 a março10).

Um Portal feito por brasileiros

O Portal Brasil foi concebido para uma plataforma interativa de presença digital do Estado brasileiro. Trata-se de um agregador e organizador de conteúdos antes dispersos. Uma porta de entrada para acesso a serviços e informações de forma rápida, ágil e didática. O aspecto inovador encontra-se na possibilidade de contínuo crescimento, em conformidade com as necessidades surgidas por inovações tecnológicas ou por demanda dos usuários. Entre as premissas principais que nortearam a elaboração do Portal estão a migração, no que diz respeito à interatividade, da web 1.0 para web 2.0; organização das informações; melhoria da acessibilidade; segmentação dos públicos; fortalecimento da imagem institucional do país e, por fim, influenciar a tomada de decisão de estrangeiros pelo Brasil. Ou seja, ser uma ponte de atração de investidores estrangeiros em potencial para o mercado brasileiro.
Em sua primeira fase de implementação, o Portal Brasil apresenta 12 áreas de conteúdos temáticos: cidadania, saúde, educação, o Brasil, cultura, economia, esporte, geografia, história, meio ambiente e turismo. No início, serão oferecidos conteúdos segmentados para trabalhadores, estudantes, empreendedores e imprensa. Há previsão para estendê-los às crianças, idosos, servidores públicos, mulheres e outros públicos.

Utilidade pública

Mais de 500 serviços integrados, reunindo acessos para conteúdos, estarão disponíveis no Portal. Entre eles, campanhas de vacinação, nutrição infantil, banco de leite, farmácia popular, Disque Saúde, previdência privada, restituição da receita federal, imposto de renda, documentação (RG, CPF, título de eleitor), mercado de trabalho, informações sobre agricultura, comércio exterior, folclore, patrimônios culturais, tipos de clima, dados demográficos, fauna e flora brasileiras, projetos sustentáveis, turismo rural.

Exterior

Na interface voltada ao público do exterior, a intenção é contribuir reforço na imagem de uma nação estável. O Portal Brasil apresentará uma nação moderna, inovadora, rica em oportunidades. O site voltado ao público no exterior terá versões em inglês e espanhol. Conteúdos em outras línguas serão desenvolvidos, parcialmente, em conformidade com o interesse dos públicos usuários.
A estrutura de informação deste espaço é baseada na segmentação de perfis com foco na relação de negócios e perspectiva de investimentos e visitas ao país. No início, contam-se perfis para investidores, turistas e estudantes.

Linha do tempo

Outra inovação é a inclusão da linha do tempo, recurso com informações sobre novos conteúdos e funcionalidades, com as datas de implementação. Assim os internautas poderão acompanhar a evolução do Portal e também participar dela, com contribuições sobre temas e perfis que considerem prioritários. Trata-se de um modo de compartilhar com o usuário o desenvolvimento do Portal. Diante da premissa de incentivar, constantemente, a interatividade, a iniciativa da linha do tempo permitirá a geração de conteúdo por parte do navegante. O internauta poderá também personalizar sua página de acesso, por meio da funcionalidade “Meu Brasil”. Para aprimorar e qualificar os conteúdos, além da participação do cidadão, serão convidados especialistas nos diversos assuntos.

Acessibilidade

O Portal tem recursos avançados para ampliar o acesso a deficientes visuais e auditivos. Para facilitar a leitura, os tamanhos das fontes podem ser ampliados, assim como o trabalho com os contrastes de tela. Há, ainda, programas “tradutores” na versão em áudio para a maior parte dos conteúdos escritos.

Revista Digital

O Portal contará com uma revista digital, pensada para ser uma vitrine do que melhor existe no Brasil hoje, com um ambiente sensorial e arrojado. Esse conteúdo terá linguagem multimídia, composta por vídeos, infográficos, textos e áudios. Em sua primeira edição, o destaque será uma reportagem especial realizada na Escola Municipal Casa Meio Norte, em Teresina (PI), referência na educação de jovens e crianças. Já a seção “Um dia com”, a estreia será a operação por parte de um militar da Força Aérea Brasileira (FAB) no avião radar Guardião. O nome da revista será definido por consulta aos internautas.
A comunicação como fim – Houve inovação também na contratação da empresa responsável pela implementação dos portais. Com a convicção da importância da comunicação digital na internet no sentido de aproximar Estado e cidadão, além de amplificar acesso e prestação de serviços públicos, a Secom rompeu o paradigma de que tal ação se restringia à área de informática, ou tecnologia de informação. Tanto que até então as contratações feitas pelos órgãos públicos eram feitas por pregão eletrônico.

Após uma série de consultas ao Tribunal de Contas da União (TCU), a Secom tomou o processo de confecção do Portal Brasil como uma ação fundamentalmente de comunicação, com serviços de natureza intelectual e criativa. E a contratação baseou-se numa licitação de empresa de comunicação digital, na modalidade técnica e preço, ao invés de contratar-se uma empresa estritamente de tecnologia de informação. No caso, a tecnologia foi tratada como um “meio” para que a comunicação se fizesse de maneira digital. A partir das diretrizes do TCU, com a realização de audiências públicas, a Secom procedeu sua licitação sem contratempos. Sendo que seu edital tornou-se referência para outros órgãos do poder público.

Fonte Portal Brasil

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.