Caso Geisy Arruda – Uniban anula decisão e aceita aluna hostilizada por causa do vestido curto, de volta a faculdade

novembro 9, 2009 | ABC, Aluna, América do Sul, Blogs, Brasil, Celebridade, Comportamento, Crime, Educação, Foto, Incidentes, Internacional, Internet, Justiça, Mundo, Polícia, São Paulo, Turismo, TV, Videos, YouTube


Aluna havia sido expulsa por ir à aula com vestido curto.
Defesa de Geisy pretendia entrar na Justiça para ela voltar.

Três dias após decidir pela expulsão da estudante de turismo Geisy Arruda, de 20 anos, a Uniban recuou e resolveu aceitar que ela volte a frequentar a universidade.

A informação, confirmada pelo assessor jurídico da universidade, Décio Lecioni Machado, foi anunciada no fim da tarde desta segunda-feira (9), poucas horas depois de o advogado da estudante hostilizada no dia 22 de outubro por ter ido à aula com um vestido curto ter informado à imprensa que procuraria a Justiça nesta terça (10) para pedir o retorno da jovem à sala de aula.

Em nota à imprensa (veja a íntegra no fim da página), a Uniban informou que, “de acordo com o artigo 17, incisos IX e XI de seu regimento interno, revoga a decisão do Conselho Universitário (Consu) proferida no último dia 6 sobre o episódio do dia 22 de outubro em seu campus em São Bernardo do Campo. Com isso, o reitor dará melhor encaminhamento à decisão”.

A expulsão se tornou pública após a instituição veicular anúncio publicitário nos jornais deste domingo (8).

Logo após saber da nova posição da instituição particular de ensino, o G1 entrou em contato com Nehemias de Melo, que defende Geisy. O advogado informou que não havia sido informado oficialmente sobre a volta da aluna de turismo. “Eles devem ter parado para refletir”, comentou. Em entrevista coletiva na tarde desta segunda, Geisy informou que quer concluir o semestre na Uniban, mas pretende mudar de faculdade ano que vem.

O Ministério Público Federal de São Paulo anunciou que instaurou um inquérito civil público para apurar a sindicância feita pela Uniban que havia resultado na expulsão de Geisy, que cursava turismo no campus de São Bernardo, ABC, desde fevereiro. Segundo órgão, o inquérito pretendia averiguar se a aluna teve o direito de defesa respeitado.

A expulsão se tornou pública após a instituição veicular anúncio publicitário nos jornais deste domingo (8) e alegar que a jovem cometeu “flagrante desrespeito aos princípios éticos, à dignidade acadêmica e à moralidade”.

A jovem foi humilhada e agredida verbalmente pelos estudantes da Uniban por ter ido à universidade usando roupa curta. Geisy precisou ser escoltada pela polícia e deixou a universidade em meio a xingamentos.

Procon

Ainda nesta segunda-feira, a Fundação Procon-SP instaurou um procedimento administrativo para averiguar a conduta da Universidade Bandeirante (Uniban) ao expulsar a estudante. Em comunicado, o Procon-SP afirmou que, “na qualidade de órgão de defesa do consumidor, entende ser de fundamental importância verificar de que forma a Uniban, prestadora de serviços educacionais, pautou a sua decisão de quebrar o contrato com a aluna e consumidora de forma unilateral”.

Antes de saber que a Uniban voltou atrás, o Procon-SP adiantou que a universidade seria chamada para prestar esclarecimentos e que o órgão irá analisar os fatos e, posteriormente, “adotar as medidas pertinentes de acordo com o que estabelece o Código de Defesa do Consumidor”. Se for constatada alguma irregularidade nesta quebra de contrato, a Uniban poderá ser multada. De acordo com o código, a multa mínima é de R$ 212,88 e pode passar dos R$ 3 milhões.

OAB-SP

A Ordem dos Advogados do Brasil em São Paulo (OAB-SP) também divulgou nota nesta segunda-feira repudiando a decisão da Uniban em expulsar a estudante, qualificando a atitude como “forma de intolerância”.

No documento, a OAB-SP diz esperar “um amplo debate sobre a questão com a participação das partes, apuração isenta dos fatos e a fixação de regras claras que não deixem, no futuro, margem para incentivar novos atos de violência ou qualquer preconceito”.

Veja íntegra da nota da Uniban:

“O Reitor da Universidade Bandeirante – UNIBAN BRASIL, de acordo com o
artigo 17, incisos IX e XI, de seu Regimento Interno, revoga a decisão do
Conselho Universitário (CONSU) proferida no último dia 6 sobre o episódio
do dia 22 de outubro, em seu campus em São Bernardo do Campo. Com
isso, o reitor dará melhor encaminhamento à decisão”.

Universidade Bandeirante – UNIBAN BRASIL

Fonte G1

Comentários (6)

 

  1. eliot disse:

    Alguém por favor explique se poder .
    Toda a imprensa que da à geisy tratamento “virgem santa” afirma que tudo aconteceu só porque ela usava uma minissaia. . Até onde eu saiba a minissaia foi criada em 1934 e popularizada nos anos 60 , aqui no Brasil por Wanderléia, Martinha na jovem guarda como símbolo de lberdade.

    Pelo que eu saiba também a minissaia é uma peça única, normalmente caracterizada por tecido grosso couro/napa/jeans etc, e fixa em único local no corpo.

    Não posso ver um minissaia em um vestido de tecido mole e colante na base com mangas compridas presas ao vestido , o que faz o vestido ter um truque , onde a garota só vai usar as mãos para baixar o vestido , porque para subir, o andar e os cotovelos se encarregam disso.

    Fiquei curioso quando ouvi dizer que a Sabrina do pânico iria à UNIBAN usando um vestido igual e mais provocante .

    Quando vi a reportagem dela , ela estava usando um modelo oposto ao da Geisy, pois era fixo ao corpo e sem o truque das mangas. (mini vestido bonitinho)

    A globo anunciou que uma modelo iria sair na rua com um modelo igual , mas denovo a modelo usou um modelo oposto ao da Geisy . Será que eles dizem “igual” na cor? pois é a única semelhança.

    POR FAVOR– Nunca me entendam mal. Eu não estou inocentando nem um daquele bando de selvagens. Eles agiram como cães selvagens em uma gaiola quando passa algo em frente que os provoca.

  2. MELI disse:

    Porque será que ninguém comentou quase nada sobre isso>>>>>>ISSO SIM MERECIA ATENÇÃO Não só da POLICIA MAS DO MUNDO.

    http://www.saiunojornal.com.br/video-mostra-outra-estudante-da-uniban-sendo-agredida-na-faculdade-grupos-de-estudantes-chutam-o-carro-da-aluna.html

  3. carla disse:

    A questão nem é essa…O brasil, é visto como bagunça…mulheres…enfim…Em relação a vesti da universitária, eu não achei correto as ofensas, porém, achei correto o fato dela ser expulsa sim! Ninguém vai para uma faculdade com tudo aparecendo..Tem tantos lugares que ela poderia ir daquele jeito, pq a faculdade? A grande verdade que na faculdade deveria ter uniformes q nem no colegial para evitar esse tipos de coisa…Isso é uma vergonha para o nosso Brasil! É uma hipocresia esses conselheiros acharem um absurdo o que aconteceu…Quero ver se as filhas deles usam esses tipos de roupas.Nossa amiga universitária está tão ofendida pq? Ela se sentiu ofendida tb quando chamaram ela para pousar para playboy?? rsrsrs…Ela vai é ganhar um dinheiro, isso sim! E relação a inveja isso não é, até porque ela não é bonita! é pq estamos cansadas de entrar na faculdade e ter homens do lado de fora, olhando prá gente para ser se somos estudantes mesmo ou garotas de ……, por causa de comportamentos do tipo.Bom…Ela sabe que estava chamando atenção, então, quem procura acha e ela acabou achandO.

  4. carlos disse:

    Creio que a reaçao dos estudantes foi uma mistura de machismo e inveja!!!

    Estou na Espanha e essa noticia saiu nos principais Jornais aqui e como brasileiro me sentie avergonhado.

    Nosso Brasil que sempre mostrando bonitos corpos no nossos carnavais, praias e derrepente uma universidade expulsa uma pobre garota só por vestir com uma saia curta..kkk

  5. […] houve o “arrependimento” da escola, mas o estrago já estava feito. Uma universidade expressar essa opinião é muito grave. Se a moça tivesse sido estuprada a […]

  6. […] (9), mas começou a ser esvaziado diante dos boatos – depois confirmados – de que a universidade tinha recuado na decisão de expulsar Geisy. Apesar disso, os discursos, as vaias e os flashes em torno da celebridade continuaram até as […]

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.