Deslizamento em São Paulo – Bombeiro confirma uma morte em Diadema

julho 7, 2011 | ABC, América do Sul, Brasil, Foto, São Paulo

Pelo menos uma pessoa morreu em um deslizamento ocorrido no final da manhã desta quinta-feira (7) na Rua da Saúde, na região de Cidade Ademar, na Zona Sul de São Paulo, segundo os bombeiros. No local, era realizada uma obra de urbanização da Prefeitura. O local fica próximo da Avenida Alda, no limite com Diadema, no ABC.

Segundo o coronel Roberto Rensi, que comanda a operação do Corpo de Bombeiros, três pessoas foram resgatadas – duas delas com ferimentos leves. Por volta das 14h10, Rensi informou quatro vítimas: além de duas mulheres com ferimentos leves, uma mulher de 18 anos, que pode estar grávida, e uma criança de três anos, desaparecida. O Corpo de Bombeiros não sabe dizer se outras vítimas foram resgatadas por moradores ou outros serviços de emergência.

”Estamos concentrando os esforços neste momento para localizar a criança para só depois fazer uma busca por eventuais novas vítimas no terreno. Os familiares que procuraram os bombeiros não trouxeram informações de outras vítimas”, disse o coronel.

No local, havia 23 carros da corporação por volta das 14h10. No total, 65 homens trabalhavam no resgate, alguns deles em cima do morro observando a movimentação da terra.

Segundo o coordenador da Defesa Civil de São Paulo, Jair Paca de Lima, a obra era realizada por uma empreiteira contratada pela Prefeitura. Uma retroescavadeira que estava no alto do morro caiu causando o deslizamento, de acordo com Paca de Lima.

Cães farejadores auxiliavam no trabalho de buscas. Segundo as famílias que moram na região, seis crianças ficaram soterradas.

Segundo o Corpo de Bombeiros, pelo menos 11 equipes foram mandadas para o local. A Defesa Civil também deslocou uma equipe para ajudar no resgate. Até as 12h20, as causas do desabamento eram desconhecidas. No horário, três helicópteros Águia, da Polícia Militar, estavam no local – dois auxiliavam no socorro às vítimas e o outro realizava imagens do soterramento.

A obra de urbanização era realizada há cerca de um ano e meio e a Prefeitura já havia iniciado a retirada de famílias do local. Por volta das 13h, o Corpo de Bombeiros informou que quatro casas foram atingidas.

Fonte: Globo

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.