Dez anos do 11 de Setembro – World Trade Center foi criado em meio a “febre de arranha-céus”. Conheça a história

setembro 5, 2011 | Acidentes, América do Norte, Ataque aéreo, Comportamento, Crime, Desastres, EUA, Internacional, Mundo, Nova York, Terrorismo

O Tower Building, com “todos” os seus 13 andares, iniciou expansão de NY para cima

O reinado do World Trade Center como edifício mais alto do mundo foi curto. As Torres Gêmeas (com 110 m cada) abrem em 4 de abril de 1973, e só foram superadas pela Sears Tower (hoje Willis Tower) de Chicago em 1974. A corrida rumo ao topo em Nova York, no entanto, começou em 1889.

Naquele ano, a França erguia a Torre Eiffel para a Feira Internacional em Paris, como um marco dos cem anos da Revolução Francesa. Enquanto isso, em Nova York, empresários atentos para as inovações em engenharia e arquitetura desenvolvidas para a construção da torre francesa pensavam literalmente grande. Dessa união de fatores surgiu o Tower Building, com seus 1NY3 andares – até então inéditos na cidade.

O edifício durou até 1914 – mas aí ele já havia deixado de ser o mais alto há quase 20 anos. Em 1894 surge o Empire Building, com impressionantes 21 andares – só superado pelo Woolworth Building, com inacreditáveis 55 andares, inaugurado em 1913.

A briga foi ganha em 1931 pelo Empire State Building, com seus heroicos 102 andares – ainda hoje um dos cartões postais mais famosos de Nova York e do mundo. O título de mais alto do mundo ficou com o edifício até surgirem as Torres Gêmeas do World Trade Center.

A ideia do WTC começa a nascer em fins dos anos 40 e começo da década de 50, como apenas um edifício, que teria 70 andares. O presidente do banco Chase Manhattan, David Rockefeller, criou assim a Associação para o Desenvolvimento da Região Central e da Baixa Manhattan, para revitalizar a cidade e aproveitar o papel central que Nova York passava a ter na economia global.

Em 1962, a ideia ganha força junto ao governo, e a região da baixa Manhattan – delimitada pela rua 14 ao norte, a leste pelo rio Leste, ao sul pelo porto de Nova York e a oeste pelo rio Hudson. Na área dos 13 quarteirões que seriam desocupados e demolidos para a construção do conjunto ficava a “Radio Row” (“Rua dos Rádios”, em tradução livre), conhecida por esse nome até então por concentrar muitas lojas de eletrodomésticos.

Os EUA continuaram a ser os campeões das alturas até 1996, quando a coroa então mudou inclusive de continente: a Willis Tower cedeu lugar ao complexo Petronas Towers, em Kuala Lumpur (Malásia), e seus 452 m – mas isso devido à agulha da torre; em andares, a Willis continuou a mais alta (108, contra 88 da torre asiática).

Fonte: R7

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.