Distribuição de propina no DF – Vídeo da oração dos deputados do mensalão do Distrito Federal

novembro 30, 2009 | Brasil, Brasília, Comportamento, Crime, Distrito Federal, Flagrantes, Golpe, Polícia, Política, Relacionamentos, Videos

Deputados distritais se abraçam e rezam em um dos encontros.
Vídeo faz parte das provas reunidas por ex-secretário do governo.

Depois das cenas em que o vídeo mostra o atual presidente da Câmara Distrital, Leonardo Prudente (DEM), guarda dinheiro nas próprias meias, feitas em 2006 (veja imagens no infográfico abaixo), o acervo de vídeos que mostram os bastidores do suposto esquema de pagamento de mesada para a base aliada do governo do Distrito Federal revela deputados rezando em um dos encontros com Durval Barbosa, autor dos vídeos.

O ex-policial, que era secretário de Relações Institucionais do governo de José Roberto Arruda (DEM), aceitou cooperar com a Polícia Federal em troca dos benefícios da delação premiada. No vídeo, o deputado Rubens César Brunelli (PSC), de camisa roxa, o atual presidente da Câmara, de camisa branca, e Barbosa se abraçam e realizam uma longa oração.

Pai, eu quero te agradecer por estarmos aqui. Sabemos que nós somos falhos, somos imperfeitos

Os deputados e o ex-secretário comemoram, batem palmas e começam a rezar: “Pai, eu quero te agradecer por estarmos aqui. Sabemos que nós somos falhos, somos imperfeitos”, diz o deputado Brunelli, que faz a oração. “Precisamos dessa tua cobertura, dessa tua graça, da tua sabedoria, de pessoas que tenham, senhor, armas para nos ajudar nessa guerra e, acima de tudo, todas as armas podem ser falhas, todos os planejamentos podem falhar, mas o senhor nunca falha”, complementa.

A operação “Caixa de Pandora“, da Polícia Federal, deflagrou uma profunda crise no Governo do Distrito Federal. Vídeos mostram o próprio governador Arruda recebendo um maço de dinheiro, quando ainda era candidato. De acordo com a denúncia de Barbosa, depois que o dinheiro era arrecadado com empresários, ele era distribuído para os integrantes do esquema.

Segundo o inquérito, recebiam o governador Arruda, o vice Paulo Octávio, secretários de governo, assessores e deputados da base aliada. Parte do dinheiro era entregue pelo próprio Barbosa, que filmou alguns desses encontros.

Neste domingo (29), o governador e o vice emitiram nota em que se dizem “perplexos” com as denúncias contra o governo, que classificaram como um “ato de torpe vilania”. Nesta segunda-feira (30), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) decidiu submeter o pedido de impeachment do governador do Distrito Federal à votação em seu conselho. O presidente nacional da entidade, Cezar Britto, e a presidente da seccional no DF, Estefânia Viveiros, defendem abertamente a apresentação do pedido de impeachment.

Fonte G1

Comentários (7)

 

  1. gonzales alfaia disse:

    Imunidade parlamentar, quem a criou está de parabens… ela tem sido muito útil aí em brasília,foi tão bém aceita que até hoje nenhum parlamentares reclamaram dela ela é tão especial que para punir um corrupto é preciso que haja muitas reuniões,muitos debates e isso leva anos de luta.Já pensou se todo brasileiro tivesse essa umunidade?Pra refletir.

  2. UBIRAJARA disse:

    mais isso tem tem soluçao.. vamos criar uma equipe de fiscalizaçao onde deputados nao mande. prefeitos e etc
    e criar um banco de dados de valores de obras e serviços por municipio,,, ai vamos saber qual o valor real de cada coisa em todo territorio nascional

  3. UBIRAJARA disse:

    isso e vergonhoso. mas nao veja nada pra tantas midia porquer isso e comun em todos municipios todos estados porquer nao em brasilia gente e so analisar alguma placas de obras por ai. obras paga com dinheiro publico sao as mas caras.. veja tambem as compras feitas pelas prefeituras.. so nao ver quem e cego agora fica ai o povo dizendo oooooo roubarao em brasilia…..
    a justiça nao ver nada . quando algum cai pronto…
    kd o o povo do mensalao nada aconteceu e o povo ta por ai todos ricos vivendo bem….brasil este e o pais de todos .. politicos onde todos se da bem e o povo so paga a conta…. se a lei criasse uma equipe de fiscalizaçao insenta do poder publico isso nao aconteceria porquer teria criterios de valores de obras e serviços

  4. gonzales alfaia disse:

    Lugar de corruptos é na cadeia.Eles não são de confiança nem pra circularem dentro da repartição pública.parlamentares honestos deveriam se unirem abrir processos pra cassarem esses corruptos.o povo acradeceria e reconheceria na época da eleição.

    Quanto ao nosso ilustre Presidente do Brasil,sem dúvida tem feito uma excelente administração.Deus o abençõe
    ———————funcionário fed.——–

  5. FERREIRA disse:

    O secretário geral da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), dom Dimas Lara Barbosa, ficou revoltado ao ser informado sobre o vídeo em que aliados do governador do Distrito Federal, oram após receberem propina. Ele não deveria ficar surpreso, pois o BISPO de Olinda e Recife, recebeu das mãos de um vereador de Olinda investigado pelo ministério publico por desvios de verbas publicas, e improbidade administrativa (PROCESSO 226.2009.003620-6 Ação Civil de Improbidade Administrativa Vara Segunda Vara da Fazenda Pública – Olinda. Desviou dos cofres publicos R$ 256.000,00) o titulo de cidadão de Olinda. a religião vive envolvida com a corrupção. Porque a surpresa?

  6. FRANCISCO S. SAMPAIO disse:

    Meu DEUS!!!!!! Até quando nós vamos continuar votando nesse cambada de bandidos foras da lei……… E o duro que esse tipo de coisa acontece em todo o BRASIL, é um cancer que só pode ser curado com o poder do voto e com leis mais rigorosas para quem comete esses tipos de crime……Mas o duro de tudo isso é que quem faz as leis são os proprios bandidos.

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.