Eleições 2010 – Justiça Eleitoral recebe denúncia contra Tiririca por falsidade ideológica

setembro 22, 2010 | América do Sul, Brasil, Celebridade, Comportamento, Crime, Humoristas, Justiça, Ministério da Justiça, Mundo, Polícia, Política, São Paulo

A Justiça Eleitoral de São Paulo recebeu a denúncia do Ministério Público estadual contra o candidato Francisco Everardo Oliveira Silva (PR), o palhaço Tiririca, por falsidade ideológica.

Em entrevista concedida à revista “Veja”, o humorista afirmou que declarou ao TSE não possuir nenhum bem, pois teria colocado todo o seu patrimônio em nome de terceiros, depois de responder a processos trabalhistas de sua ex-mulher.

O tribunal deu prazo de 10 dias para que ele apresente sua defesa.

O promotor eleitoral Maurício Antonio Ribeiro Lopes pediu a quebra dos sigilos fiscal e bancário de Tiririca, assim como cópias de processos contra ele que tramitam em segredo de Justiça no Ceará.

Após o prazo de defesa, o juiz irá analisar a questão da quebra de sigilos.

Pela mesma entrevista e pelo mesmo motivo, a Procuradoria Regional Eleitoral em São Paulo –órgão do Ministério Público Federal– encaminhou ofício à Justiça Eleitoral no último dia 10 para adoção das medidas cabíveis contra possível crime eleitoral cometido por Tiririca.

HISTÓRICO

Tiririca é candidato a deputado federal em São Paulo. Entre suas propostas, pretende atender o povo do nordeste, que segundo ele, é muito discriminado. Também quer criar incentivos para artistas de circo. Na educação, quer incluir nas escolas atividades como artesanato, canto e costura.

Ele tem forte ligação com sua mãe, que incentiva a sua candidatura. Foi ela quem lhe deu o apelido pelo qual se tornou conhecido.

Embora diga no horário eleitoral gratuito que, se eleito, pretende ajudar “inclusive” sua família, Tiririca já foi destaque de páginas policiais em um caso violência doméstica. Em 1998, o palhaço foi levado de camburão à 6º Delegacia Seccional de Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, acusado de agredir a tapas Rogéria Mariano da Silva, sua mulher. Mais tarde, ela retirou a queixa.

Fonte Folha

Comentários (6)

 

  1. anailtonmiramda disse:

    gostaria de saber qual a resposta dos istitutos de pesquisa sobre derrota de netino em sao paulo,e vitoria de aluisio que estava em terceiro lugar ate o sabado nao posso confiar maes em pesquisa

  2. anailtonmiramda disse:

    serar que querem tirar o tiririca para o jose ginoino entrar,ja que ouvi desfalqu no time do lula para a camara

  3. jose luis disse:

    Estes juizes deviam Punir estes “ladrões” que estão na politica e não o tiririca qu deu goleada nestes picaretas de nossa politica podre….

  4. Judson Barros disse:

    O Promotor que ajuizou a ação contra Tiririca devia procurar o que fazer, como se diz aqui no Piauí: “procurar uma lavagem de fato”. O abuso do poder econômico numa eleição em São Paulo é sem limites. Mas vai querer mostrar serviço como Tiririca. Pode ir buscar que tem gente grande (talvez com muita propina para o Promotor) querendo o mandato do Tiririca. É bom fazer as contas para saber quem entra se os votos do Tiririca forem anulados. Vai trabalhar… e larga de perseguir pobre.

  5. VALDOMIRO ALVES DOS SANTOA disse:

    PORQUE O TRIBUNAL ELEITORAL DE SAO PAULO NAO TOMOU ATITUDE ANTES DAS ELEICOES CONTRA TIRIRICA ANTES DAS ELEIÇÕES. SÓ AGORA ELES QUEREM APARECER EM CIMA DO PALHAÇO.

  6. Fernanda Lúcia Martins disse:

    Por favor agora vai esculachar o pobre do Tiririca! Mais palhaçada temos visto!

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.