Ex-deputado Fernando Ribas Carli Inicia Recuperação

julho 7, 2009 | Acidentes, Carro, Comportamento, Curitiba, Foto, Justiça, Medicina, Paraná, Política, Saúde, Trânsito, Violência

O ex-deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho falou com a imprensa pela primeira vez desde que se envolveu em um acidente que causou a morte de dois jovens, de 26 e 20 anos, há exatos dois meses. Ele contou que tem usado o tempo de recuperação dos traumas do acidente para refletir sobre qual deve ser a sua missão no mundo e por quais motivos Deus permitiu que continuasse vivo.

Foto do Ex-Deputado Fernando Ribas de Carli após o acidente

Ex-deputado Fernando Ribas de Carli se envolveu em acidente que
provocou a morte de duas pessoas (Foto: Henry Milleo/Gazeta do Povo)

Em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, Carli disse que, após 60 dias do acidente, tenta estabelecer uma rotina tranquila, na casa dos pais, em Guarapuava (PR). “Preciso entender o que aconteceu e qual é a minha missão no mundo. Foi uma bênção. Não foi à toa que fiquei aqui (vivo).”

Ele está com a carteira de motorista cassada. Carli tem frequentado uma academia e caminha em parques. “Não é verdade que estou correndo no parque. Quem dera eu pudesse correr. Tenho apenas feito os exercícios que o médico mandou para me restabelecer. E na academia, não estou malhando”, afirmou.

Carli Filho está falando pausadamente e também anda devagar. As cicatrizes são bem aparentes. Vão da orelha esquerda até a têmpora direita. Há outra na testa e uma entre os olhos, além da marca da traqueostomia no pescoço. “Foi uma bênção. Não foi à toa que fiquei aqui”, disse Carli Filho.

Ele afirmou que está se recuperando bem, mas lentamente. Não ficou com sequelas, mas precisa de acompanhamento físico e neurológico. “Tive trombose por causa de problemas na (veia) jugular e estou em tratamento por causa disso”. Ele contou ainda que ficou com traumas neurológicos. “São concussões – pequenas fissuras no cérebro por causa do impacto. Ainda não dá para saber como ficou, mas não estou normal.”

O ex-deputado disse que quer falar com a família dos jovens mortos. “Mas não sei quando e como. Não sei a reação e se querem falar comigo.”

Deu no G1

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.