Fotos da mulher do príncipe William a Duquesa de Cambridge de topless – Família real vai processar revista Close por imagens

setembro 14, 2012 | Celebridade, Duquesa, Foto, Internacional, Internet, Mundo, Sensualidade

A família real britânica disse nesta sexta-feira que irá mover uma ação legal na França contra a revista Closer, que publicou fotos da mulher do príncipe William, a Duquesa de Cambridge, de topless.

William e Kate estão processando os editores franceses da revista, alegando que seu direito à privacidade foi violado.

As fotos foram tiradas enquando o casal passava férias em um castelo particular na França.

A editora da revista, Laurence Pieau, disse que era possível ver o casal de uma estrada próxima.

Ele considerou a reação à divulgação das imagens exagerada e disse é possível ver jovens mulheres de topless em qualquer praia da França.

Laurence Pieau, editora-chefe da revista francesa “Closer”, responsável pela publicação de imagens íntimas da duquesa de Cambridge Catherine, conversou com a Agence France-Presse sobre a polêmica envolvendo o topless de Kate.

Prestes a sofrer o primeiro processo envolvendo a realeza britânica e a imprensa, Laurence afirmou que não acha as imagens tão impactantes. “Essas imagens não são tão chocantes”, disse. “Elas mostram uma mulher jovem fazendo topless, como a gente vê em inúmeras praias por ai”. A prática do topless é comum na Europa e, segundo a editora, a atitude da duquesa não deveria chocar e nem escandalizar ninguém.

“É um casal jovem que acaba de se casar. Eles estão apaixonados. Eles são lindos. Ela é a princesa do século 21”, completou Laurence, dizendo que as imagens ainda transmitem “alegria”. A editora ainda deu a entender que existem outras imagens bem mais picantes que as publicadas, mas que não serão reveladas.”Éramos os únicos com estas informações, sabíamos que era exclusivo e não sofremos nenhum tipo de pressão. Não escondemos o fato de que existem outras imagens íntimas que não publicamos e nem iremos publicar. Provavelmente outros jornais decidiriam publicar, mas esse não foi o nosso foco. Estamos no ramo das celebridades, e sabemos que estas imagens não são degradantes, e sim cheias de vida.”

Representantes do Palácio de St. James confirmaram que eles estudam medidas legais contra a publicação francesa.

Uma audiência para examinar o pedido deve ocorrer na próxima segunda-feira (17) no tribunal de Nanterre, próximo a Paris, França, e os editores da “Closer” deverão estar presentes. Se os duques decidirem realmente entrar na justiça contra a publicação, seria um marco para a realeza britânica, que não possui processos contra a imprensa em toda a sua história. Os representantes dos duques afirmam que as imagens são um “ataque à privacidade” e que ultrapassaram todos os limites.

Apesar de ter dado a declaração acima, Laurence Pieau foi mais entusiasmada com o flagra na capa da revista. Na manchete, a editora afirma: “Descubra as imagens incríveis da futura rainha da Inglaterra como você nunca viu antes … E como você nunca verá de novo!”

Kate Middleton e William estão em turnê pelas colônias inglesas do Sudeste Asiático e, nesta manhã, visitaram uma mesquita em Kuala Lumpur, Malásia. Para o evento, a duquesa precisou retirar os sapatos e vestir um véu, assim como fez a princesa Diana, mãe de William, em visita ao país. A viagem do casal para a Ásia faz parte das atividades pelo Jubileu de Diamante da rainha.

O casal foi avisado sobre as imagens durante o café da manhã ainda em Cingapura, antes mesmo de partir para Kuala Lumpur. No mesmo momento, William e Kate teriam visto cópias das fotografias. Apesar de “extremamente chateados” com o escândalo, o casal decidiu não cancelar a agenda de compromissos.

“Chateada, machucada, chocada, furiosa e enojada”

Em conversa com o jornal inglês “Daily Mail”, um representante do Palácio de St. James afirmou que o duque e a duquesa estão “chateados, machucados, chocados, furiosos e enojados” com o ocorrido, e que consideram as imagens “uma invasão de privacidade grotesca”. “A tristeza se transformou em raiva e incredulidade, e mostrou como temos que aprender ainda mais sobre a questão das fotografias. Acreditamos que uma linha vermelha foi cruzada e estamos consultando os advogados franceses para ver se uma ação pode ser tomada.”

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.