Geisy Arruda é a loira da vez – Estudante da UNIBAN vive seus dias de celebridade.

novembro 16, 2009 | ABC, Aluna, Brasil, Celebridade, Comportamento, Incidentes, Publicidade, São Paulo, Sensualidade, TV


Estudante vive dias de celebridade após tumulto da Uniban
Universitária vai ao shopping e vê popularidade.

Geisy Arruda é a loira da vez. Suas fotos estão em todos os jornais, revistas, até na imprensa internacional. Chegamos em sua casa, na periferia de Diadema, em São Paulo, e o tempo todo tinha alguém no telefone querendo falar com ela. Geisy vive dias de celebridade.

Em 20 dias, a mudança no visual é grande. “É só olhar um pouco para Geisy para perceber o quanto ela já mudou. Está mais loira e com os cabelos maiores. Colocou um aplique de 70 centímetros de cabelo, porque eu sempre tive vontade de ter um cabelão loiro.Teve um cabeleireiro que viu minha história e me deu de presente. Claro que eu não ia falar que não queria. De graça, é ruim hein”.

Geisy não esconde que está adorando se ver em tantas fotos. “Sim, gosto dessa. Acho linda, acho bonito ver as fotos nos jornais”. E sobre os rumores de que vai posar nua: “No momento eu não quero. Não sei se toparia em três meses. Não sei nem se vou estar viva daqui a três meses, eu não posso responder para você agora. No momento estou preocupada com a minha vida que está uma bagunça. Independente de qualquer coisa, eu posso estar em todos esses jornais, nada vai apagar aquele dia da minha mente. Eu vou sempre lembrar daquele dia como o pior da minha vida”.

Os estudantes que participaram da manifestação contra a colega que usava vestido curto deram sua versão para o acontecimento que ficou famoso depois de o vídeo ser postado na internet. “Eu xinguei na empolgação do momento. Estava todo mundo falando, eu também falei ‘sem vergonha’. Ela estava gostando porque ela estava rebolando”, comenta o estudante Ricardo Ramalho.

“Xingar eu não xinguei, mas deu vontade sim. Ela estava denegrindo a imagem da mulher”, opina a aluna de administração Kelly Cristina Garcia

“O fato de ela estar com vestido curto é falta de respeito. Também foi falta de respeito gritar com ela, mas ela pediu”, contrapõe o estudante de engenharia Fernando Mosche.

Quando Geisy usou seu vestido cor de rosa, ela queria chamar a atenção. “Sou extremamente vaidosa e muito feminina. Gosto de ser olhada. Eu me visto para me sentir bem, agora se eu chamo atenção das pessoas não vou dizer que não gosto, vou estar mentindo”, comenta Geisy Arruda.

“O meu guarda-roupa é uma bagunça. Vou usar de novo o vestido. Em uma festa, de dia, o que der na minha cabeça”, avisa Geisy.

Salto alto para ela não tem hora: “Se eu for à padaria eu vou de salto. Não vou mudar o jeito de me vestir por causa disso, porque aí eu vou estar deixando de ser eu”, avisa.

Geisy levou toda a família para um shopping center. “É a primeira vez que eu vou no shopping com a minha família. Estou com um pouco de medo, por isso estou levando a família inteira: mãe, irmã, irmão”.

Assim que Geisy chegou no shopping com a família, todo mundo quis tirar foto com ela. Longe da faculdade, Geisy recebe todo tipo de apoio. Até de um axé, que veio de Feira de Santana, na Bahia.

Fonte G1

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.