Geisy Arruda e o caso do vestido rosa curto – Advogados ‘esconde’ aluna humilhada na Faculdade UNIBAN no ABC

novembro 4, 2009 | ABC, Brasil, Comportamento, Foto, Incidentes, Justiça, Mundo, Polícia, São Paulo, Sensualidade, Videos, YouTube

Fotos-imagem-Estudante-turismo-vestido-faculdade-minissaia-uniban-aluna-Geyse-Arruda
Advogado não divulga paradeiro dela; celular tem de ficar desligado.
Em 22 de outubro, Geysi Arruda teve de sair escoltada da Uniban.

Já prevendo que a volta da aluna de turismo Geysi Arruda à Uniban após toda a polêmica por causa de um minivestido em que ela esteve envolvida ia causar ainda mais confusão, a equipe de advogados dela resolveu “esconder” a jovem e não permitir que ela fosse à faculdade, em São Bernardo do Campo, no ABC, na noite de terça-feira (3).

Em 22 de outubro, Geysi provocou alvoroço ao aparecer na faculdade com um vestido rosa curto. Ela acabou sendo hostilizada por colegas no campus do ABC e teve de ser escoltada pela Polícia Militar até sua casa, em Diadema. O incidente foi gravado e colocado na internet.

Com narizes de palhaços, alunos aproveitaram a presença da imprensa no local nesta terça para fazer um protesto e reclamar que a faculdade e, principalmente, o curso de turismo ficaram “mal vistos” após a confusão.

Os advogados de Geysi a colocaram em um lugar não divulgado e pediram a ela que não ligasse mais o celular. O próprio pai dela, em entrevista ao G1, diz não ter sido informado de onde a filha está. Ela não voltará para casa tão cedo, pois o endereço já é conhecido. Apesar disso, segundo o advogado Nehemias Domingos de Melo, ela tentará voltar ao “eixo normal de sua vida”.

Ela não dará mais entrevistas, diz, e tentará se expor o mínimo possível.

A partir de agora, tudo será mantido em segredo. A data em que ela irá depor na sindicância aberta pela universidade para apurar a responsabilidade do tumulto já está marcada. Mas não será revelada.

O dia em que ela irá retonar à faculdade é um mistério ainda maior. De acordo com Melo, isso só acontecerá quando não houver mais “assédio”.

Ele confirma que a orientação de não ir à aula foi dada exclusivamente pela equipe de advogados, constituída oficialmente nesta terça, apesar do desejo inicial da jovem. “Isso só ia contribuir para piorar as coisas.”

Segundo ele, as faltas serão “abonadas”, pois há uma justificativa plausível para ela não comparecer às aulas. “Além disso, quando ela voltar, terá de haver a garantia de que ela não sofrerá discriminação dos professores e dos funcionários.”

Sobre uma eventual ação por danos morais contra a universidade ou contra algum aluno, Melo desconversa. Diz que “não é o momento” de pensar nisso, mas não descarta tomar a atitude no futuro.

O assessor jurídico da reitoria da Uniban, Décio Lencioni Machado, diz não ver culpa da universidade no episódio. “A gente não acha que seja esse o caso. Agora, se a aluna entrar com a ação, os advogados da universidade irão se reunir para avaliar a defesa da instituição.”

Fonte G1

Comentários (37)

 

  1. eduarda disse:

    vc e feia so bonita porque ta maquiada toma 1 banho sai tudo ne pt feia

  2. vanessa disse:

    isso é mais uma prova do quanto tem gente invejoso nesse mundo.

  3. CeliaGolveia Santos disse:

    è lastimavel, que a pessoa em pauta, não saiba, que Universidade é para adquirir conhecimento, cultura e até sabedoria, e não para se alto promover, eu me sinto envergonhada pela atitude da Geisy pois existe um ditado que diz: Não se vai à praia de Mantô e nem a igreja de Biquini, mas ela parece uma criança mimada que não estava na Universidade para aprender, mas sim para conseguir o sucesso e Fama e, conseguiu. Ótimo, sorte dela, aproveite bem!!! Pois para alguns a Fama é passageira.!!!Geisy “A leitura de um bom livro é um dialogo incessante em que o livro fala e a Alma responde”
    Pense nisso!

  4. Jhin disse:

    A verdade é ninguém tem o direito de humilhar, tem tantas coisas em que podemos colocar a nossa atenção, mas as pessoas passam despercebidas, agora quando se trata de criticar, escandalizar pessoas que nem sabe da sua existência o pessoal vira guerreiro, GENTE o mundo ta do jeito que ta, e não é nenhuma novidade, hoje as novelas só trazem destruição em seus lares, traição, prostituição e assim vai cada um escolhe seu caminho, mas vou repetir tem tantas coisas de útil para dar atenção, quem desses acusadores nunca errou?? Fala sério viu. Agora a vida da mocinha ta do jeito que muitas (os) de vocês queriam.
    Antes de acusar, se preocupem com vocês e tente da melhor maneira ajudar o próximo, e antes de acusar lembre-se vc também já foi acusado ou será.

  5. oracis disse:

    alguma mulher quer ficar famosa e ganhar um dinheirinho de uma instituiçao famosa .
    é so ir com roupa sensual que a lei apoia e dai pode ir pra tv jornais revista sexy olha tem ((adevogado)) com letra é só esperando pra aprova a patifaria e dar apoio a imoralidade

  6. aline disse:

    nada a v usar um vestido curto no dia de hj isso e muitu normal e a UNIVESIDADE erro muitu sobre isso
    agora ela vai ta e vai ficar muitu maiis famosa beem feito seus bando de ignorante…

  7. DANIELA disse:

    luira falsa e mintirosa temque parar de usar vestido e melhor vestido corto

  8. DANIELA disse:

    JEISI ESTA FICANDO FAMOSa so porque mostro o r*** na faculdade deu falei o mu recado

  9. felipa elenilza disse:

    oi tudo bem? sou muto fa de vc bejâo

  10. gabriele fujikava disse:

    gostosaa ,linda

  11. valeria disse:

    eu acho que ela queria aparecer para todos se nao ela nao teria posto aqueli vestido…
    e a univercidade tinha que da um uniforme obrigatoriu usar^^

  12. eliot disse:

    Li todos os comentários.
    Tenho escrito muito sobre a Geisy , porque conheço aquele vestido.

    Certa vez , no 3º médio as meninas passavam no portão , normal e depois o vestido subia era uma farra na escola. Quando a diretora chegava elas baixavam o vestido . A diretora saia elas morriam de rir.

    Até que um dia alguém as entregou.

    Mas lá era o contrário os meninos gostavam delas.

  13. fabiana disse:

    acho sim que ela errou ao estar usando roupa inadequada para ocasiao,mas isso nao justiva a violencia causada,a faculdade teria que ter chamado ela,e pedido que nao usasse esse tipo de roupa

  14. Kimberly disse:

    Caso Geisy…passados 10 anos…

    Personagens: Um “homem”, por volta dos seus 35 anos, formado em alguma coisa que ele até hoje não consegue exercer direito por estar, na época de faculdade, mais preocupado em preservar a moral e os bons costumes (de outras pessoas, não a dele), do que propriamente em seus estudos…afinal, o que poderia ser mais importante do que isso?Estudar é que não era.
    Orgulhoso por ter participado de uma “baderna” que repercutiu mundo afora, ele hoje ensina seu filho a ser como ele: a defender a moral com unhas e dentes, palavrões e xingamentos.
    Seu filho, na faixa dos 8, 10 anos, vai crescer e ser tão “digno” quanto ele, colocando as mulheres em seus devidos lugares: cama, tanque e fogão.
    Ahh!!E, é claro: o garoto vai crescer e chamar todas as garotas de mini vestidos de putas, prostitutas, vagabundas, vadias e por aí afora.Além, claro, de ter o direito de estuprá-las quando se sentir “ofendido” por belas pernas, belos olhos, belos corpos.Afinal de contas, ele aprendeu com o pai a dar “lições de moral”, mas…tadinho, nem ele, nem o pai, sabem direito o que vem a ser isso.
    Quando o garoto, já homem, se sentir “ofendido” em sua moral, o primeiro sintoma será uma ereção e ele vai querer punir a vagabunda, a vadia que o fêz ficar em tal situação.Vai quebrar vidros e portas, escalar paredes, “ensinar” à vadia com quantos paus se constróem “moralidade” e “respeito”.
    MEU RECADO ÀS MULHERES: Feias, bonitas, gordas, magrinhas, popozudas ou não, somos seres humanos, conquistamos nossa liberdade e igualdade à muito custo e ainda lutamos por muito mais, porque sabemos que podemos ir além de tudo isso.
    Se formos coniventes ou simplesmente neutras, nossas filhas, futuramente, poderão ser vítimas, assim como a Geisy, dos filhos desses “homens” que não conseguem guardar a sua “moral” dentro de suas próprias calças.
    MEU RECADO ÀS INVEJOSAS: A Geisy vai ficar famosa, aliás, já esta.Vai ganhar muito dinheiro e encontrar um homem maravilhoso ( muito diferente “daqueles”), sim, eles ainda existem e no momento devem estar aos montes esperando uma chance da parte dela, pra mostrarem que nem todos são “aquilo” que a gente viu.
    Por isso: MORRAM DE INVEJA!!!Vocês contribuíram para que isso acontecesse.
    Como diz o ditado: “A INVEJA, QUANDO NÃO MATA, ALEIJA”.
    No caso da Geisy, quem ficou andando de muletinha foram vocês.Nada mais perfeito do que a justiça sendo feita.Não a justiça dos homens, mas a justiça de Deus, que diz que seremos julgados com a mesma força com que julgamos os outros.
    E que atire a primeira pedra a mulher que nunca se sentiu poderosa ao se perceber admirada por um homem.
    Se você é uma daquelas que fazem tipinho de garota certinha, que “odeia” chamar a atenção dos olhares masculinos, cheia de moral pra meter o bedelho no vestido da outra, experimenta um vestidinho daqueles e sai pelas ruas pra ver no que dá…se não acontecer nada, se não ouvir um “fiu fiu” sequer…é melhor começar a se cuidar e deixar a inveja pra lá.
    Sim, eu sei, você vai dizer: olha, mas ela estava com uma vestimenta imprópria para o local.
    E eu te digo: existem lugares, que não vou citar o nome, onde é proibido entrar com qualquer roupa.Lá dentro, o nosso dinheiro é roubado na maior cara dura e você ainda tem que estar bem vestida e arrumadinha.Mas pra você, tudo bem, o que importa é estar vestida nos conformes.

  15. eliot disse:

    Alguém por favor explique se poder .
    Toda a imprensa que da à geisy tratamento “virgem santa” afirma que tudo aconteceu só porque ela usava uma minissaia. . Até onde eu saiba a minissaia foi criada em 1934 e popularizada nos anos 60 , aqui no Brasil por Wanderléia, Martinha na jovem guarda como símbolo de lberdade.

    Pelo que eu saiba também a minissaia é uma peça única, normalmente caracterizada por tecido grosso couro/napa/jeans etc, e fixa em único local no corpo.

    Não posso ver um minissaia em um vestido de tecido mole e colante na base com mangas compridas presas ao vestido , o que faz o vestido ter um truque , onde a garota só vai usar as mãos para baixar o vestido , porque para subir, o andar e os cotovelos se encarregam disso.

    Fiquei curioso quando ouvi dizer que a Sabrina do pânico iria à UNIBAN usando um vestido igual e mais provocante .

    Quando vi a reportagem dela , ela estava usando um modelo oposto ao da Geisy, pois era fixo ao corpo e sem o truque das mangas. (mini vestido bonitinho)

    A globo anunciou que uma modelo iria sair na rua com um modelo igual , mas denovo a modelo usou um modelo oposto ao da Geisy . Será que eles dizem “igual” na cor? pois é a única semelhança.

    POR FAVOR– Nunca me entendam mal. Eu não estou inocentando nem um daquele bando de selvagens. Eles agiram como cães selvagens em uma gaiola quando passa algo em frente que os provoca.

  16. silvia calçada disse:

    É inadmissível que essa cambada de analfabetos continue se locupletando com ou sem noção de regras de etiqueta. Ninguém tem que se meter com a roupa alheia. isto é uma democracia. Ponto

  17. cesar pereira disse:

    com certeza e uma linda mulher e com muitos atributos fisicos notaveis de longe! Teve uma atitude não mt inteligente em se vestir dessa forma na faculdade, pq é um lugar para seconsentrar nos estudos e dessa forma fica mt dificil,não éverdade
    mas ninguem tinha o direito de dirigir a palavra a ela pelo o ocorrido, mas que reclamace na direcao para tomar asmedidas cabiveis.

  18. MELI disse:

    Leo gostara de saber em qual faculdade vc estuda ???PORQUE ASSASSINANDO A LÍNGUA PORTUGUESA ASSIM VC DEVE SER ALUNO DAS BAIAS DO JOCKEY CLUB…

  19. juninho disse:

    Na minha opiniao o colegio deveria ter mais segurança e nao deveria deixar os alunos relaxados.

  20. miqueias disse:

    o certo e o pessoal da direçao da universidade fala com ela nao espusar ela desça forma isso que fez com ela e falta de ética …

  21. nina disse:

    Pra falar a verdade,eu acho que ela e culpada por todo transtorno,é o tipo de pessoa que faz de tudo pra aparecer e chamar a atenção dos outros de uma maneira vulgar,não é atoa que saiu da faculdade escoltada por um monte de policial e ainda sendo chamada de p*****;Ela é tão cara de pau que nas entrevistas elas não fica nem um pouco com vergonha,detalhe não chora pelo que aconteceu.Pra mim é uma sem vergonha primeiro porque,uma faculdade é lugar de ir estudar e não ficar mostrando o rabo pra aluno e nem professor,eu sei muito bem como é isso,eu faço faculdade e na minha sala tem um monte de mulher que usa desses artifícios.Segundo faculdade foi feito pra formar alunos futuros profissionais e não futura mulheres de filme porno.È triste a verdade mas ela tem que ser dita,e por isso que a nossa sociedade esta ficando cada vez mais perdida,justamente por causa de situações como essa que aparecem no nosso cotidiano.Eu se fosse ela teria a vergonha de colocar o pé na rua e ainda ficar aparecendo na televisão fazendo charminho,pois além de antipatica e muito feia,a minha nota para o comportamento dela é ZERO.É tão bonito uma mulher que se veste adquadamente,passa um simples batom e conquista todo o mundo pela simpatia e o carisma e tem atitude conservadora isso sim que é bonito!!!!Garotas inteligentes sabem como chamar a atenção,garotas vulgares só sabem isso mostrar o rabo achando que está abafando(PRESTA ATENÇÂO GAROTA,ACORDA).Segue o meu conselho e voçe será mais feliz!!!

    • silvia calçada disse:

      “detalhe, não chora pelo que aconteceu”. Geyse é uma criminosa por deixar Nina roendo-se, até o toco de inveja. Enfrentou uma agressão coletiva que nem filme americano conseguiria reproduzir. Inimaginável. Lembrando que a situação enfrentada por Geyse pode ocorrer a qualquer mulher. Uma mulher discretíssima pode chamar atenção por ser bonita, por exemplo. E o mesmo pode acontecer a quem se vista como Heloisa Helena. Para isso, basta que estejamos numa sociedade em que mulheres e homens dêem a si mesmos tanto valor quanto Nina, que nos brindou com a profundidade de suas palavras. Palavras de quem não enxerga o outro como dono de seu próprio corpo e de suas ações. Estudei numa faculdade particular, onde o representante de classe cheirava mal. Todos se lembram do cheirinho dele. Uma personalidade marcante. Alguns chegavam a ter náuseas. O prédio de concreto, inadequado a permanência contínua, favorecia o aumento da sudorese do moço. Isso sim, incomoda, gente cheirando mal. Inclusive porque existe chuveiro disponível na escola, e porque o cheiro, de certos alunos, inviabiliza a permanência dos outros. O estômago embrulhado, a náusea etc, são sintomas involuntários. De modos, que o tal representante, a quem me refiro, chegou a agredir seus contemporâneos com seu cheiro, já que os sintomas do mal estar provocado não possuem controle. E as vítimas não podem se retirar do recinto, tem compromisso com a aula. Feder na classe faz reféns. É situação inapelável. O cara que faz isso é covarde, porque sabe que a vítima tem vergonha de admitir que passou três horas aguentando aquele cheiro e não morreu. E a faculdade em questão deveria ser multada, pela vigilância sanitária, por expor os alunos a tanto deconforto físico. Já o eventual entusiasmo, ocorrido pela visão de pernas nuas, é perfeitamente controlável.
      Nina, continue dando força a esse tipo de paradinha mequetrefe, saquarema. Mais cedo ou mais tarde você encontrará alguém fedendo ao seu lado e não haverá blog, onde você possa opinar. Nossa sociedade é hipócrita, o bastante para ignorar aquilo que realmente incomoda.
      “mas é carnaval, não me diga mais
      quem é você. Amanhã tudo volta
      ao normal…”

  22. Marcilene disse:

    Na minha opinião, esta Geysi só quis os seus minutos de fama, e ela conseguiu!
    Cabelo novo, proposta para posar nua, sai em todas as reportagens…
    Eu faço faculdade tambem, e onde estudo, as gorotas vão com roupas curtissimas e os estudadntes nunca fizeram ofensas a essas garotas.
    Eu penso no seguinte, que quem deve teme, e a Geyse fez algo para os alunos a agredirem verbalmente.
    Ela tem culpa nesta histótia!!!!

  23. Leo disse:

    Puts, q sacanagem q fizero com a mina, pow ela usa o q ela ker ela faz o q ela ker, afinal a uniB**TA n tem regra nenhuma de usa uniforme, se a mina eh bonita linda gostosa etc , dexa ela mostra isso ue, ela nem nua ficou, e outra esses mlk ai da uniB**TA deve ser tudo filhim de papai esses filhas das p**a, tudo gay tbm pq pra xinga vaiar, e ate kerer agredir uma mina gostosa aff, gay pra eles ainda e poko, e as otras meninas da uniB**TA, na verdade elas devem ser todas invejosas, e ate paty, manda tudo isso pra PQP !
    pra mim a geysi n fez nada de errado!

  24. MELI disse:

    ADOREI SEU COMENTARIO Francisco Augusto Ramos
    Brilhante…

  25. MELI disse:

    FALOU TUDO MARIA!!! é isso ai…

  26. GILDEMARIO LIMA DE SOUZA disse:

    ELES ESTAO CRUCIFICAR A ESTUDANTE UNIVERSITARIA. PORÉM A PROFESSORA QUE DANÇOU COM TUDO ENFIADO VIROU CELEBRIDADE, AS MAIORIAS DAS ATRIZES E MUITAS CELEBRIDADES DA TV. ANDAM TODAS NUAS POSAM NUAS FOTOGRAFA NUAS. E NINGUEM FALA NADA.

  27. Maria disse:

    O que as mulheres devem entender é que uma faculdade é para assistir aulas, fazer pesquisas, devem vestir-se com mais discrição, por que uma roupa assim curtíssima vai tirar atenção dos alunos e do professor. Não demora essa vai estar nas capas das revistas masculinas pousando nua, mais uma pra lista! Triste realidade.

  28. Francisco Augusto Ramos disse:

    O Brasil é mesmo um lugar no qual se tenta confundir liberdade com libertinagem. Sob o pretexto de que a mulher pode mostrar o seu corpo como bem quiser, dentro em breve vai aparecer alguém a defender o direito de noviça fazer top less em convento de freira.
    Cada macaca no seu galho.
    Praia não deve ser lugar de smocking e nem escola deve ser lugar de desfile de gostosa com pretensões à notoriedade dos seus atributos físicos, como concurso de beleza não é lugar para se pleitear quota para feias.

  29. paulo disse:

    Bem pessoal, apesar de não concordar pela expulsão e atitude dos universitários, às mulheres hoje estão se vestindo de forma muito vulgar. Isto é ruim, porque nós temos filhos e o mal exemplo dos adultos pode proliferam uma geração de jovens com indecência, pornografia e falta de respeito.

  30. Monique Rangel disse:

    Se eles erraram ou não na universidade, não cabe a mim julgar.

    Mas acho que é importante que as pessoas aprendam a se vestir corretamente em cada ambiente. Essa moça não estava indo para nenhuma balada!

  31. Nightrider disse:

    Pura hipocrisia!!!
    Além do mais, um pouco de ciúmes por ela ser gostosa.
    rsrsrs
    Brincadeira, precisamos crescer enquanto pessoas, se ela errou, que a direção tivesse chamado sua atenção no reservado. No mais, todos os que a agrediram também erraram.
    Abraços

  32. Camilla Brito disse:

    Concordo caros colegas! É vergonhoso mesmo.
    Eu por questão de segurança tambem não estudaria mais la..
    Que país é este..? LAAASTIMAA!
    Aluninhos de merda!

  33. silvia calçada disse:

    Houve um tempo em que os homens defendiam as mulheres de sua turma contra o assédio agressivo de outros. Presenciamos o bullying.Assédio entre iguais Até o momento os praticantes do bullying estão sendo beneficiados. A moça continua punida, a medida em que não frequenta as aulas. Os alunos agressores estão tendo sua animalidade reforçada.
    O julgamento do advogado ao declarar que a presença de Geisy na faculdade “só vai piorar as coisas” é lastimável.

  34. Cil disse:

    Acho que pela primeira vez a humanidade viu um surto de esquizofrenia! Gostaria que ela mudasse de faculdade. Não há clima para ela continuar lá onde pode a qualquer momento sofrer algum atentado ou ainda ser sequestrada e estuprada… não é um bom lugar. Eu mesma não contrato ninguém dessa universidade.

  35. João Carlos disse:

    Isso só demonstra o nível de pessoas preconceituosas que essa Universidade irá formar.

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.