Internet Móvel – Celulares são vulneráveis aos ataques de crackers

junho 1, 2009 | Comportamento, Internet, Mundo, Polícia, Tecnologia

foto-celular-celulares

O Brasil já tem mais de 150 milhões de celulares. Em março foram vendidos 1,3 milhão de novos aparelhos.
Tecnologia 3G
já tem cerca de 1,23 milhão de usuários no país. Com esses números poderão crescer também o volume de ataques  na internet móvel.
Profissionais do setor dizem, no entanto, que riscos ainda são pequenos.

Acessar a conta bancária por meio do celular pode parecer seguro, mas especialistas em segurança afirmam que crackers podem obter informações confidenciais com uma simples mensagem de texto aparentemente enviada por sua operadora de telefonia.

Os profissionais do setor consideram o risco extremamente baixo, já que apenas alguns poucos usuários acessam suas contas bancárias por meio de celulares, mas a ameaça pode crescer à medida que aumenta o uso da internet em aparelhos móveis.

O problema, que permite que criminosos com acesso aos dados de uma conexão de telefonia móvel roubem informações ou removam programas, conquistou atenção mais ampla, na conferência de segurança BlackHat Europe, realizada em abril.

“O cracker não precisa ser especialmente habilidoso para tanto”, disse Jukka Tuomi, vice-presidente de tecnologia no grupo finlandês de segurança ErAce Solutions.

A ErAce afirma que em certos celulares que utilizam o Windows, os usuários não têm como bloquear os ataques, enquanto aqueles que usam celulares equipados com o sistema operacional Symbian têm a capacidade de bloquear essas mensagens

No entanto, na prática, a maioria aceita a instalação de nova configuração em seus aparelhos caso ela pareça ter sido enviada por sua operadora de telefonia móvel.

Até agora, os problemas de segurança em celulares têm se limitado em sua maioria a pequenos incidentes porque as operadoras têm condições de analisar o tráfego de dados em busca de irregularidades, mas os novos riscos podem ficar fora de controle em muitos países nos quais a filtragem de mensagens de texto não é permitida.

Os crescentes temores dos consumidores quanto à capacidade dos vírus de computador para atacar celulares podem colocar em risco a adoção de novos serviços móveis, que são cruciais para as operadoras que estão em busca de crescimento em mercados maduros.

Além disso, a instalação de software de segurança em um celular nem sempre basta, já que em certos modelos os criminosos conseguem apagar o programa do aparelho.

“As pessoas pensam que estão fechando a porta, mas as janelas e a porta dos fundos continuam abertas”, disse Tuomi, da ErAce.

Fonte: G1

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.