Michael Jackson – Escute como foi a chamada feita para a emergência

junho 27, 2009 | Áudio, Cantor, Celebridade, Saúde, TV, Videos, YouTube

O site especializado em coberturas de celebridades TMZ divulgou, nesta sexta-feira (26), o áudio com a gravação da chamada de emergência feita da casa de Michael Jackson para o serviço 911, em Los Angeles.

Foto do site TMZ com o audio chamada feita pra emergência

Áudio de chamada de emergência foi veiculado pelo site ‘TMZ‘.
(Foto: Reprodução do Site da TMZ)

No áudio, disponível em streaming, o interlocutor diz que um homem – sem confirmar a identidade do cantor – de 50 anos está inconsciente “e não está respirando”. O atendente do serviço de emergência diz para colocar o paciente no chão e tentar reanimá-lo, mas o interlocutor diz que “ele não responde às técnicas de ressuscitação (CPR)”.

A pessoa que fez a chamada – também não identificada – ainda revela que a única testemunha no momento da parada cardíaca de Jackson teria sido o médico que o atendia. A polícia de Los Angeles pretende interrogar o médico, de acordo com a Fox News.

Na madrugada de sexta, um carro que supostamente pertence ao médico foi apreendido pela polícia na residência alugada pelo cantor.

Parada cardíaca

Michael Jackson não estava respirando quando os paramédicos chegaram à sua casa após receber um chamado às 16h21, horário de Brasília. O cantor deu entrada no hospital UCLA Medical Center em estado de coma. A morte de Jackson foi declarada às 18h26 (Brasília).

“Até onde eu sei, fomos informados por investigadores da polícia de Los Angeles que Jackson foi levado pelos paramédicos para o hospital com uma parada cardíaca severa, e que depois foi declarado morto”, informou um porta-voz do IML.

Em declaração pública no hospital a que Michael Jackson foi levado, em Los Angeles, Jermaine Jackson, irmão do cantor, disse que uma equipe de médicos do hospital passou uma hora tentando ressuscitar o rei do pop.

Jermaine confirmou que os bombeiros encontraram Jackson com uma parada cardíaca, mas disse que ainda não se sabe o que causou isso. “Nossa família pede que a mídia respeite nossa privacidade nesse momento difícil.”

Deu no G1

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.