Morte na Padaria Dona Deôla em SP – ‘Queremos justiça’, diz irmã de Dácio Múcio morto em Higienópolis

dezembro 28, 2009 | Acidentes, América do Sul, Brasil, Comportamento, Crime, Polícia, São Paulo, Videos


Empresário de 29 anos foi morto a facadas na madrugada de domingo.
Principal suspeito trabalhava no local e é procurado pela polícia.

A irmã do empresário morto na madrugada de domingo (27) após uma briga em Higienópolis, bairro nobre na região central de São Paulo, disse esperar que a justiça seja feita. “Você passa por muita raiva, quer vingança. Mas a gente percebe que não adianta querer vingança”, disse a estudante Nathalia Curti de Souza, de 20 anos.

Dácio Múcio de Souza Júnior, de 29 anos, foi assassinado em frente à padaria Dona Deôla, onde trabalhava o principal suspeito do crime. Ele foi esfaqueado por volta das 5h, após discutir com o homem. O funcionário está foragido, segundo a Polícia Civil.

Na semana passada, Nathalia e amigas se desentenderam com o suspeito. “Ele agrediu a gente verbalmente, e eu voltei lá para conversar com a superior dele, para que falassem com ele.”

No domingo, a estudante e o irmão foram ao local para lanchar. Dácio resolveu falar com a gerência, para saber se alguma providência havia sido tomada. Em seguida, o funcionário e o empresário começaram a discutir.

“A caixa me avisou que ele estava armado e eu fui correndo pegar o carro”, contou a jovem. Enquanto buscava o veículo, seu irmão foi esfaqueado. “Assim que cheguei, meu irmão já estava na rua, esticado, morto.” Dácio chegou a ser levado ao Hospital Samaritano, que fica perto da padaria, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo os advogados da padaria, o funcionário não é segurança e, por isso, não andava armado. Ele teria pego a faca pouco antes da discussão com o empresário. A polícia procura pelo homem.

O corpo do empresário será enterrado nesta segunda-feira (28), no Cemitério do Araçá, na região central de São Paulo.

Colaboração

O advogado da padaria, Pedro Luiz de Oliveira, afirmou na noite de domingo que o estabelecimento irá colaborar com a polícia durante as investigações sobre o crime. Oliveira divulgou comunicado manifestando “profundo pesar com o lamentável incidente ocorrido na madrugada. Profundamente consternados, adiantamos que serão tomadas todas as providências necessárias para a cabal elucidação dos fatos”.

O defensor informou ainda que o estabelecimento está à “disposição das autoridades policiais e, principalmente, à disposição dos familiares da vítima para prestar qualquer tipo de suporte”.

Fonte G1

Comentários (32)

 

  1. Propietario de panif.. disse:

    é amigos infelizmente so qm perde e qm morre. O Brasil nao tem justiça. E os criminosos e bandidos ficam presos a poucos dias soltam e almenta q criminalidade…

  2. Alberto Songuini disse:

    Um canalha destes merece ser estripado. Se eu fosse parente da vítima pagaria para ver esse patife morto e ainda processaria essa padaria irresponsável que nem prestou socorro ao rapaz.

  3. duandy disse:

    Essas situações como a do promotor que atirou nos folgados que provocaram sua namorada na Riviera se repetem como nesse cao do Dácio. Infelizmente o Ser Humano insiste em confrontar com outros em lembrar que a vida é delicada o bastante sem provocarmos essas situações. A irmã quer justiça agora, essa já foi a justiça covarde e exagerada que o funcionário da padaria deu à sua provocação. A justiça já foi feita ainda que errada, ela que durma sabendo que o irmão morreu por causa da sua provocação e disputa de forças de uma menininha voltando da balada contra uma pessoa que trabalhava na madrugada.
    A Paz entre os Humanos é necessária.

  4. Eduarda Menezes disse:

    Prezado Sr Marcelo,
    Acho melhor o senhor abandonar o curso de Direito.
    Afinal sua declaração mostrou ser uma pessoa desequilibrada. Afinal considerar que pessoas que aqui se manifestaram são imbecis por terem opinião diferente da sua e desejar que o suspeito “apodreça na cadeia” não parece ser atitude digna que quem está se instruindo para atuar nos sagrados campos da justiça.
    Eu nasci numa família de boas condições financeiras e sei que muitos colegas meus ricos se acham acima dos demais por terem dinheiro. Não estão acostumados a ouvir um “não”!! nunca tiveram limites e por isso são uma ameaça a cidadania do local onde convivem. Cabe salientar entretanto que nada justifica a agreção física e muito menos uma morte prematura. Que seja feita a justiça mas que as pessoas que se julkgam superiores aos outros aprendam a serem mais humildes com essa tragédia

    bjs

  5. Marcelo disse:

    Fico horrorizado de chegar de viagem e ver que o ser humano continua a dar razão a um brutamontes que matou uma pessoa, independente se tinha dinheiro ou nao, e que as pessoas ao comentarem ainda consigam dizer que o culpado é o irmao valentao ou a irma que “poderia” estar bebada, eu mesmo ja fui vitima de agressoes verbais e fisicas de seguranças em casas noturnas, QUANDO ISTO VAI ACABAR ?, moro a 2 quarteiroes da padaria e sou estudante de direito e para os estúpidos que estao dizendo que o segurança-jagunço vai alegar legítima defesa, vou explicar, legítima defesa é aceita na razao de sua proporção, isto é vc nao pode ser xingado e esfaquear alguem, poderia até ter se DEFENDIDO “verbal ou até mesmo fisicamente”, mas … alegar que MATOU para se defender de agressoes verbais, se o rapaz estivesse armado poderia usar arma para se defender, mas diante de situaçao fora utilizada força demasiada, e, espero que este desgraçado APODREÇA na cadeia, pois agora bandido se ferra mais rápido graças ao novo Código de Processo Penal que agilizou os processos, BOICOTE A DONA DEOLA, PELA FALTA DE ATITUDE DA GERENCIA EM SOLUCIONAR CONFLITO QUE TERMINOU EM TRAGÉDIA …. FELIZ ANO NOVO A TODOS ….. Marcelo

    • Deborah disse:

      Marcelo, ler o que vc escreveu me “lavou a alma”. Depois de ler, indignada, tanta gente, absurdamente defender o assassino só porque a vitima era rica, ou culpar a irmã da vitima, comecei a pensar que todo mundo tinha perdido os princípios, o juízo..sei lá.
      Mas vejo que ainda existe gente com bom senso e coerência.
      Concordo com você em tudo e acredito que a posição tomada pela Rede de Padarias Dona Deola é inaceitável.
      O advogado deles tem tentado reparar isso com as frases de praxe, mas não “colou’.
      Também acho que a padaria merece um boicote, até mesmo porque o atendimento lá sempre foi horrível.
      Se a irmã estava ou não falando alto com as amigas, não vem ao caso. O irmão dela veio falar com a gerência sobre o assunto, procedimento correto quando nos desentendemos com funcionários de qualquer tipo de estabelecimento, gerência essa que não teve competência para manter o funcionário, obviamente chateado ao saber que estavam fazendo reclamação dele, longe do cliente reclamante. Minha familia tem lojas comerciais, e quando um cliente se desentende ou vem reclamar de um funcionário, a primeira medida é mandar o funcionário para dentro da área administrativa para evitar o atrito entre as partes. É até previsível que haja um atrito depois do funcionário assistir o cliente se queixar dele. Faltou competencia, antes, durante e depois da tragédia. Nota Zero para a Padaria Doana Deola.
      E, Marcelo, parabéns pela lucidez dos comentários.

      • Paula Augusta Marino disse:

        Prezada Débora,
        O infeliz funcionário que tirou a vida desse jovem errou mesmo e deve pagar pelo seu crime.
        Mas penso que você esteja vendo as coisas de uma maneira errada.
        Se esse funcionário nunca teve se quer uma reclamação quanto a sua maneira de trabalhar, me parece estranho que tenha ofendido as moças e sido tão agressivo com o rapaz.
        Posso estar enganado mas as meninas devem ter ofendido o funcionário e o irmão também. é possível que o funcionário tenha sido humilhado e ameaçado, o que é óbivio não justifica tal tragédia, mas fica a lição para todos nós: todas as pessoas merecem respeito e violência, ainda que verbal, só produz violência
        Repense seus conceitos!!!

  6. Paulo José disse:

    E então, Srta Natália??

    Contente com a confusão que a senhorita se envolveu???

    Valeu a pena???

    Vamos respeitar as pessoas que estão à sua volta Você quer se divertir com suas amigas??Ótimo
    Só não esqueça que nesse mundo há mais de 6 bilhõesde pessoas que tem o mesmo diretito de se divertir ou descansar tomando seu café no sossego de uma padaria

  7. Arthur disse:

    Gostei Felipe de seu comentário.
    Essa tal Elina nem sabe escrever a palavra Deus

  8. Arthur disse:

    Prezados,
    Conversei com uma pessoa que conhecia o Junior e me disse que embora o pai fosse uma pessoa muito educada e simpáitca ele era um pouco metido
    Sei que não justifica mas essa postura, se for relamente assim, pode ter desencadeado toda a tragédia
    Jovens…vocês tem a vida pela frente, portanto mais amor no coração e respeito aos seus semelhantes, mesmo com os menos afortunados financeiramente, pios perante Deus são todos iguais!!!!

  9. Arthur disse:

    Prezadas Eliana e Mara

    Vcs estão envolvidas emicionalmente no caso e é normal acusarem o funcionário e “santificarem a vítima”
    Mas acho muito pouco provável um funcionário agir assim sem ter sido ameaçado e humilhado, embora o crime não se justifique.

    Tenho pena da irmã da vítima, pois talvez tenha iniciado toda a confusão que resultou nessa tragédia.
    Só espero que , se foi o caso, comporte -se com mais cidadania em locais públicos

  10. jonatas fer disse:

    eu sou segurança e sei que não é facil lidar com pessoas porém eu tenho uma lição que eu aprendi na academia que nesta função tem que ter estomago de avestruz engole tudo se não é cadeia ou cemitério se as duas opções não for compatível sai fora vai vender sorvete vai marretar pelas ruas etc,os dois lados tem a intolerancia o empresario e o segurança.

  11. Arthur disse:

    Toda história pode ter diversas versões.
    Já observei jovens saídos de baladas que param em padarias para se alimentar. Boa parte deles alcolizados usualmente fazem grande barulho e incomodam os demais clientes e muitas vezes não repseitam ninguém.
    Talvez tenha sido o caso. é possível que o sgurança tenha sido grosseiro após ser destratado por jovens inconsequentes.
    Embora nada justifique um homicídio, ainda mais por motivo banal, penso que deve -se estar atento ao comportamento e eventual arrogância dos jovens envolvidos, pois isso pode minimizar a eventual pena do acusado.
    Será que a irmãs da vítima e demais jovens irão se portar melhor em público após essa trágica perda

    Espero que sim!!!
    Excelente 2010 a todos e paz no coração

    • o outro lado da moeda disse:

      O dinheiro tem horas que atrapalha isso ai é a famosa carteirada, vc sabe quem sou eu etc.. e tal agora Nathalia vc vai ficar com a dor de saber que v
      c foi a causadora desta tragedia , venha ser pobre um pouco de dinheiro e rica de humildade que vc vera a vida com outros olhos…

  12. jonatas fer disse:

    é o famoso complexo de inferiodade contra o complexo de superioridade resultado final cadeia e cemitério

  13. Luiz disse:

    Bom pelos fatos montei o quebra cabeças; menininhas de famílias abastadas de higienópolis voltam da balada bem alegres e se acham as donas do estabelecimento… Irmão valente toma as dores da irmã e vai tirar satisfação. Conclusão: um paga com a vida e o outro com a liberdade. Domingo 5hs da manhã??? Havia álcool no sangue dos envolvidos em meio a madrugada??? Serão divulgados os vídeos do circuito interno??? Ou a família vai abafar tudo com poderosos advogados de acusação?

  14. Felipe Soares disse:

    Suspeito de matar empresário se entrega
    Luis Kawaguti(do Agora)

    O vigilante Eduardo Soares Pompeu, 47 anos, suspeito de matar o empresário Dácio Múcio de Souza Júnior, 29, se apresentou à polícia no final da noite de ontem. Souza Júnior morreu após ser esfaqueado na padaria Dona Deôla, em Higienópolis (centro de SP), na madrugada do último domingo.

    Com a apresentação espontânea, o suspeito tenta mostrar colaboração com a polícia e, assim, tentar responder pelo crime em liberdade.

    Um carro da polícia deixou o 77º DP (Santa Cecília), na região central da capital, na noite de ontem para buscar o suspeito –o seu paradeiro não foi divulgado pela polícia. Pompeu chegou ao DP às 23h40 de ontem para prestar depoimento.

    A polícia pediu para a Justiça a prisão temporária (por 30 dias) do suspeito ontem à noite, também. Caso o pedido fosse acatado até o fim do depoimento, o suspeito poderia ficar preso na delegacia. Caso contrário, ele poderia ser indiciado, mas responder o crime em liberdade.

    A advogada de Pompeu, Adriana Wada Ueda, foi com a polícia buscar seu cliente. Ela já negociava com a polícia a apresentação do suspeito desde anteontem.

    O crime ocorreu após o empresário procurar a gerência da padaria pedindo punição para Pompeu, que havia ofendido sua irmã dias antes. O vigia se aproximou, ambos brigaram e a vítima foi morta a facadas

  15. mara disse:

    Nada, nada neste mundo, justifica um segurança, que está ali´para defender a padaria de assaltos e violencias, agredir verbalmente consumidores e, depois, armar-se covardemente, como fez este fulano. Se sentiu-se ofendido, passasse o caso para a gerencia, mas tirar covardemente a vida de uma pessoa…QUE TREINAMENTO RECEBEM AS PESSOAS PARA TRABALHAR NESTA ÁREA????????????As empresas simplesmente pegam um fortão e colocam lá???? Onde estava o gerente que , simplesmente, não teve iniciativa nenhuma??????? Deixaram o funcionário, armado, ir para a rua resolver a pendencia??? Onde estamos???? São situações que acontecem no dia a dia, não pode ser assim!!!!Jesus, tiraram a vida do Dácio!!!!!!!!!

  16. Jacques disse:

    tudo é muito triste realmente, mas existe os dois lados da moeda…. porém o fim não justifica os meios, uma pessoa que é extremamente grossa, arrogante, e com ar de superioridade a todo momento seja em seu abiente de trabalho ou seu ambiente externo com certeza um dia iria encontrar o seu … pois bem descanse em PAZ meu amigo….

    Ps> O Mundo precisa de mais amor e menos brigas por causa de dinheiro e bem materiais quando embaixo da terra a 7 palmos o resultado da equação é igual para todos… quantos séculos mais será preciso para compreender isso!!!!!

  17. Fernando disse:

    Uma morte estúpida…Mais estúpida ainda é uma irmã envolver o irmão em uma briga tosca e que não leva a nada…isso tudo deve ser reflexo de uma burguesinha de balada que estava provavelmente bebada quando foi ofendida verbalmente pelo funiconário na semana passada quando estava com as amigas…Fico com muita pena dessa garota… pelo remorso que vai sentir quando cair em si e perceber que seu irmão nao poderia ter uma atitude estúpida para defende-la de uma pessoa mais estúpida ainda…

    • Felipe Soares disse:

      disse tudo!!! É isso aí.

    • joana disse:

      Não adianta nada julgar a Nathalia nesse momento tão dificil em que ela esta passando. Ninguém tem o direito de ficar falando esses absurdos, no fundo sentem inveja do dinheiro que eles possuem, e tem mais ficam defendendo bandido ate q alguem assassine uma pessoa de suas familias por um motivo tão banal, pois hj esta assi, se vc pisa no pé de alguem vem um e te mata, hj em dia estão esquecendo dos ensinamentos que nosso Deus nos deixou… parem de julgar pois o unico que tem o direito de fazer isso é Deus

  18. jose disse:

    Aproveitando gostaria de deixar registrado q a equipe que atende na Dona Deola da Granja Viana é igualmente mal educada e despreparada, parece não ter gerencia e não fazer a menor questão de receber clientes. Não é a toa q a concorrência está chegando para sacudir a mesma. Espero q justiça seja feita e q a “padaria” preste atenção no tratamento que dá ao cliente pois é pessimo!

  19. eliana disse:

    conhecia o junior como eu o chamava ele não merecia essa morte deixasse para la não fosse tirar satisfação pois pagou com a propria vida mas quero deixar escrito que gosto de voce pra caramaba junior vou sentir muito sua falta e que esse monstro apodreça na cadeia. e que a justiça de deus seja feita.

    • Felipe Soares disse:

      Se você segue os preceitos de Deus (D maiúsculo) não pode chamar seu semelhante de de monstro. Ele – o Jr. como diz- talvez esteja pagando pela justiça de Deus; ou a dos homens. O que será que ele já fez em sua passagem pela terra?
      Outra: não vai apodrecer, no máximo 35 anos ou uns 15 se tiver bom comportamento ou alegar legítima defesa perante ameaça- essa última é a justiça dos homens…

      • joana disse:

        Caro Felipe Soares, por acaso vc é parente do Sr. “Assassino”? pois vc esta defendendo tanto, imagina se fizessem isso com alguem de sua familia, iria ter o mesmo pensamento, por isso que o mundo esta do jeito que esta, por existir pessoas como vc que são a favor da ação de pessoas como essa.

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.