Casal de adolescentes que sumiu em SP foi ao litoral norte, diz Polícia Civil

outubro 19, 2009 | Comportamento, Polícia, Relacionamentos, São Paulo

Delegado responsável pelo caso disse que garotos estão em praia paulista.
Lívia, de 17 anos, e Victor, de 16, iriam para o cinema, mas fugiram.

A Delegacia de Desaparecidos do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil de São Paulo informou nesta segunda-feira (19) que o casal de namorados adolescentes que desapareceu após dizer que ia ao cinema fugiu para o litoral norte.

Eles sumiram no sábado (17) após terem dito aos pais que iriam ver um filme. Depois, mandaram torpedos por celular contando que fugiriam juntos, sem dizer o local.
Lívia Pereira, de 17 anos, e Victor Rodrigues, de 16, namoram há um ano com a permissão de seus pais.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Antonio Olim, titular da 2ª Delegacia de Desaparecidos do DHPP, o paradeiro do casal de namorados é uma praia em Boiçucanga, no município de São Sebastião, a 214 km da capital. Ainda, segundo o delegado, uma equipe do DHPP está indo ao litoral com os familiares dos jovens para resgatá-los.

Olim disse que os pais dos jovens haviam ligado nesta segunda para o telefone celular de Lívia e uma mulher atendeu.

“Uma senhora afimou que os dois jovens pediram para dormir na casa simples dela em Boiçucanga. A mulher ainda disse que Lívia havia pedido emprego e deixado o celular ligado, mas não estava perto dele”, disse o delegado. Segundo Olim, os jovens não foram avisados pela dona da casa sobre a polícia porque há o risco de eles ainda quererem fugir mais uma vez.

Inicialmente, o caso foi registrado pelos pais dos adolescentes no 14º Distrito Policial, em Pinheiros, na Zona Oeste da capital. De acordo com a versão apresentada pelo pai de Lívia, Álvaro Pereira, na tarde de sábado, por volta das 17h, sua filha falou que iria ao cinema com o namorado e que ligaria quando terminasse a sessão. A única notícia recebida pela família depois disso foi uma mensagem no celular às 21h30: “Amo vocês, por favor não se culpem. Cuidem bem da Bel [a irmã caçula]”, dizia o texto.

Paixão

A mãe de Victor, a cubana Tânia Rodrigues, afirmou que o casal se gosta muito. “Aquela paixão que você não quer saber de ninguém. Só os dois e a família. O resto não importava muito”, contou.

A mãe do jovem também recebeu uma mensagem parecida pelo celular sobre a fuga dos namorados. “Não é culpa sua. Estou em busca de mim mesmo; leia os livros e busque a gnosis”. ‘Gnosis’ é uma palavra de origem grega que quer dizer conhecimento.

No computador de Lívia, o tio da jovem, Edward Pereira Júnior, encontrou um arquivo enviado por Victor com fundamentos de uma doutrina mística. “A gente não conhece muito o assunto. Mas era tipo um estudo hiperbórico, sociedade hiperbórica. Foi uma surpresa”, contou o tio da garota.

Manual

A família de Lívia também encontrou um manual de sobrevivência na selva e uma lista com material de acampamento: barraca, rede, machado e bússola. Tudo foi comprado em uma loja no dia do desaparecimento.

“Eu gostaria de pedir para que eles voltassem para casa. Estamos de braços abertos para recebê-los, estão fazendo muita falta aqui para a gente”, disse Álvaro Pereira, pai de Lívia.

Fonte G1

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.