Novas imagens do assassino, Wellington Menezes de Oliveira, fala de razões para ataque a escola no Rio

Abril 12, 2011 | Padrão

Mensagem foi gravada em dois arquivos de vídeo.

Ele culpa pessoas que chama de ‘covardes’ pelo ato que cometeu.

Em dois vídeos gravados antes de assassinar 12 crianças em uma escola de Realengo, no Rio de Janeiro, Wellington Menezes de Oliveira fala sobre as razões para atacar os estudantes. As imagens teriam sido feitas supostamente dois dias antes do massacre.

O Jornal teve acesso à mensagem deixada pelo atirador, que foi gravada em dois arquivos de vídeo. Ele aparece sem barba, na frente do que parece ser um muro.

Nas imagens, Wellington tem a mesma fisionomia e está no mesmo local de uma foto usada em um perfil atribuído a ele no site de relacionamentos Orkut. Aparentemente, o próprio rapaz gravou o vídeo.

Wellington fala de maneira confusa sobre os supostos motivos do crime e culpa pessoas que chama de “covardes” pelo ato que cometeu.

“A luta pela qual muitos irmãos no passado morreram, e eu morrerei, não é exclusivamente pelo que é conhecido como bullying. A nossa luta é contra pessoas cruéis, covardes, que se aproveitam da bondade, da inocência, da fraqueza de pessoas incapazes de se defenderem”, afirma.

Na segunda parte do vídeo, o assassino dá detalhes do longo planejamento da ação e diz porque tirou a barba de forma premeditada.

“Os irmãos observaram que eu raspei a barba. Foi necessário, porque eu já estava planejando ir ao local para estudar, ver uma forma de infiltração. Eu já tinha ido antes, há muitos meses. Eu fui. Eu ainda não usava barba. Eu fui para dar uma analisada”, diz.

O atirador também diz que esteve na escola dois dias antes do massacre. “Hoje, é segunda, terça-feira, aliás. Eu fui ontem, segunda. Hoje é terça-feira, dia 5. E essa foi uma tática para não despertar atenção. Apesar de eu ser sozinho, não ter uma família praticamente… eu vivo sozinho, não tenho pessoas a dar satisfação. Mas, como eu precisava ir ao local e interagir com pessoas, para não chamar atenção, eu decidi raspar a barba”, afirma.

O Instituto Médico Legal divulgou, nesta terça-feira (12), o laudo cadavérico de Wellington Menezes de Oliveira. Segundo o documento, o assassino sofreu lesões no crânio provocadas por um tiro na têmpora direita, o que comprova que ele se suicidou.

 

O vídeo aparenta ter sido gravado pelo próprio Wellington Menezes de Oliveira.
Ele fala de maneira confusa sobre os supostos motivos do crime que o teriam levado a matar os estudantes.

Comentários (4)

 

  1. lukas disse:

    cuzao de gravata. eu deixava a populaçao lixar ele

  2. lara disse:

    tomara que esse cara queime no inferno maudoso as criancas nao tinham culpa de nada mais ele era esperto sabia que se matasse as crianças a dor seria maior estou muito impressionada pela crueldade desse homem e eu so tenho a dizer para os pais dessa crianças jovens que eu sinto muito por isso e que Deus de melhoras a essas pessoas.

  3. LOURDES S CASTRO disse:

    GENTE POR FAVOR ENTERRE ESSE MOÇO,SE EU TIVESSE CONDIÇÕES FINANÇEIRA EU MESMO FARIA ISSO,POR PIOR QUE SEJA UMA PESSOA Ñ MERESSE ISSO.SE ALGUEM VER ESSA POSTAGEM ,POR FAVOR ENTERRE ÊLE!!!

  4. karine disse:

    Esse cara estava conpletamente sem noçâo..ele tava loko e com problemas pisciatrico nao tem como um ser normal em si fazer uma barbaridade dessas,traumas para as crianças que ficaram vivas e luto eterno prara aqueles que perderam seu filhos,subrinhos etc.. que Deus console a todos,poeque ele jà se foi porque se nao tivesse se matado ..matavam ele a dentadas..ine!

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.