Parto filmado pelo celular – Vídeo da mulher grávida barrada em hospital por falta de documentos tem bebê em sala de espera

novembro 5, 2009 | Biologia, Bizarro, Brasil, Comportamento, Crime, Flagrantes, Incidentes, Medicina, Polícia, Santos, São Paulo, Saúde, Videos

Parente de mulher usou celular para flagrar parto sem ajuda de médico.
Prefeitura de Santos vai abrir sindicância para apurar o caso.

Uma mulher grávida de 9 meses foi na quarta-feira (4) à maternidade municipal Silvério Fontes, em Santos, com todos os sinais para ter o bebê. Mas, como Josete da Silva esqueceu os documentos, não pôde ser internada. Resultado: ela foi colocada em uma sala de espera pelos funcionários e deu a luz a criança ali mesmo. O parto foi flagrado pela câmera do celular de um parente dela.

O pai da criança conta que a gestante tinha muita dor. Ele ajudou a mulher no parto e segurou a bebê. O homem contou que a médica só apareceu depois do nascimento para cortar o cordão umbilical.

A menina recebeu o nome de Roberta Vitória, passa bem e é o terceiro filho de Josete. A prefeitura informou que irá abrir sindicância para apurar possível caso de negligência.

Fonte G1

Comentários (5)

 

  1. silvana abreu disse:

    As nóticias que vem aos nossos ouvidos,me traz uma grande tristeza,e uma fé tamanha…sei que Deus está olhando por nós,mas será que nós estamos olhando para nós mesmo?
    tudo que está acontecendo são efeito humano,principalmente a falta de educação.famílias não conseguiu vagas nas escolas de niteroi, eu so uma!estou cansada de ouvi e não ver tenho vergonha dos meus gorvemandes…tenho nojo de ouvi e não ver…só faz para aparece aos olhos do povo tampa o sol com a peneira…e o povo não luda pelos os seus direitos ou não sabe como faz!

  2. josilene disse:

    oi jente e muito imgrasado ñ da para parar de rsrsrsrsrsrsrsrsrssrsrrs

  3. nuna disse:

    eu fui a primeira a comentar esse anuncio
    sintão ciumas

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.