Polícia do Bope diz que apreendeu pôster de suposta esposa de traficante do Rio de Janeiro na favela do Alemão

novembro 27, 2010 | Aeronáutica, América do Sul, Bope, Brasil, Civil, Comportamento, Crime, Exército, Federal, Forças Armadas, Foto, Marinha, Militar, Morro do Alemão, Mundo, Polícia, Rio de Janeiro

Polícia do Bope diz que apreendeu pôster de suposta esposa de traficante do Rio de Janeiro

Nas fotos, mulher usa pingente cravejado de brilhantes com as iniciais FB.
Pôster foi encontrado em mansão com piscina e cascata na favela.

Foi apreendida nesta sexta-feira (26) durante a operação no conjunto de favelas do Alemão, na Penha, um pôster com fotos de uma mulher que, segundo a polícia, é esposa e mãe de dois filhos do traficante Fabiano Atanázio da Silva, o “FB“. Ele é um dos homens mais procurados pela polícia do Rio. Na favela, os policiais também encontraram armas e drogas.

Atanázio é apontado pela polícia como chefe do tráfico do conjunto de favelas do Alemão e o responsável pela queda de um helicóptero da Polícia Militar no Morro dos Macacos, em outubro de 2009. Na ocasião, dois PMs morreram.

FB cravejado com brilhantes

No pôster, de acordo com a polícia, a esposa do traficante ostenta no pescoço um cordão de ouro com pingentes cravejados de brilhantes com as iniciais FB. Abaixo do cartaz, ainda há os versos de um funk composto em homenagem a primeira-dama do tráfico. A letra diz: “Não olha, nem mexe, sabe quem é, é a mulher do chefe”.

O delegado André Pieroni, da 21ª DP (Bonsuceso), disse que o pôster estava fixado na parede uma luxuosa casa na favela do Alemão. A residência com piscina e até cascata seria a moradia de FB.

A polícia vai abrir um inquérito para investigar a mulher do traficante, que pode ser indiciada por associação ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Mais de 30 mortos em confronto

Chega a 34 o número de mortos no Rio de Janeiro em operações coordenadas pela Polícia Militar entre segunda-feira (22) e esta sexta-feira (26). A informação é do coronel Lima Castro.

Balanço

A megaoperação da polícia no Rio de Janeiro, que teve início com a onda de ataques criminosos no domingo (21), conta com 21 mil agentes, de acordo com o coronel Lima Castro, relações públicas da Polícia Militar.

De acordo com o coronel Lima Castro, relações públicas da PM, desde domingo foram registrados 96 veículos incendiados, 48 armas, 8 granadas apreendidas, além de grande quantidade de drogas e material inflamável. Além disso, a PM informou que, até esta tarde, o número de presos era de 196.

Fonte G1

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.