Restitução do 4º lote do IR 2010 – Receita Federal paga hoje também lotes residuais da malha fina de 2008 e 2009

setembro 15, 2010 | América do Sul, Brasil, Economia, Imposto de Renda 2010, Receita Federal

Também serão depositados os lotes residuais da malha fina de 2009 e 2008

A Receita Federal paga nesta quarta-feira (15) o quarto lote de restituições do IRPF 2010 (Imposto de Renda Pessoa Física), ano-base 2009. Serão liberados também os lotes residuais da malha fina de 2009 (ano-base 2008) e de 2008 (ano-base 2007).

A consulta foi liberada na página da Receita na internet (www.receita.fazenda.gov.br) na última quinta-feira (9). O contribuinte também pode ligar para 146 para saber se terá restituição a receber – basta informar o número do CPF (Cadastro de Pessoa Física).

Até agora, o órgão liberou 5.106.621 de restituições, no valor total de R$ 5,246 bilhões. Em julho, o fisco devolveu restituições a 2,45 milhões de contribuintes. Esse número foi o maior de um lote já pago pela Receita. Em valores, a maior restituição foi a de dezembro do ano passado, quando foram devolvidos R$ 2,5 bilhões.

Os valores liberados não terão quaisquer acréscimos, independentemente da data em que o contribuinte receber a restituição.

Caso o depósito não seja feito, o contribuinte pode ir a uma agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento, no 4004-0001 (para clientes do Banco do Brasil e moradores de capitais), 0800-729-0001 (para clientes e residentes em cidades menores), 0800-729-0722 (clientes e não clientes em qualquer cidade) e 0800-729-0088 (no caso dos deficientes auditivos).

Nestes números, é possível agendar o crédito em conta-corrente ou poupança em qualquer instituição bancária.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio do Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, disponível na internet.

Caso o contribuinte não concorde com o valor da restituição, poderá receber o valor disponível no banco e pedir a diferença na unidade local da Receita.

Fonte R7

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.