Terremoto no Chile – Número de mortos sobe para 85 na região de Maule

Fevereiro 27, 2010 | Acidentes, América do Sul, Mundo, Terremoto, Videos

Forte tremor de magnitude 8,8 ocorreu às 3h34 da madrugada.
Segundo presidente, número se refere apenas à região de Maule.

O terremoto de 8,8 graus de magnitude que atingiu a região central do Chile na madrugada deste sábado (27) deixou ao menos 85 mortos até agora, disse a presidente do Chile, Michelle Bachelet.

O terremoto, de cerca de um minuto de duração, ocorreu às 3h34 (horário local de verão, o mesmo de Brasília) e estremeceu prédios na capital, Santiago, a 325 km de distância. Várias regiões da cidade ficaram sem energia e muitos chilenos, com medo, saíram às ruas.

Pelo menos 13 réplicas de magnitudes entre 6,9 e 6,2 ocorreram nas horas posteriores ao primeiro tremor, Escritório Nacional de Emergência (ONEMI) do Chile.

O tremor foi sentido nos países vizinhos, inclusive no Brasil. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil de São Paulo informaram que receberam chamados para verificar pequenos tremores em vários bairros da capital paulista.

Aeroporto fechado

O Aeroporto Internacional de Santiago foi fechado por tempo indeterminado. A empresa aérea TAM cancelou três voos entre São Paulo e Santiago, no Chile, neste sábado.

Linhas telefônicas e sistemas de internet foram afetadas nas localidades próximas à zona do epicentro. Tsunami provocada pelo tremor atingiu a Ilha Robinson Crusoé, próxima a Valparaíso. Na Ilha de Páscoa, também na costa chilena, foi ordenada a retirada dos moradores por conta do risco de tsunami.

O Centro de Advertência de Tsunamis do Pacífico, dos Estados Unidos, afirmou que um tsunami pode causar danos na costa do arquipélago do Havaí.

Estado de catástrofe

Michelle Bachelet, que sobrevoa de helicóptero as regiões atingidas pelo tremor, declarou “estado de catástrofe” nas regiões de Maule, Bio Bio e La Araucanía.

Bachelet também informou que foram enviadas equipes às regiões atingidas, onde as comunicações ainda não estão normalizadas. No Escritório Nacional de Emergência, a presidente pediu calma à população, mas afirmou que o número de vítimas deverá aumentar. “Com um terremoto dessa força, não podemos absolutamente descartar mais mortes e provavelmente feridos”, afirmou a presidente.

Fonte G1

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.