Tsunami Japão – Terremoto já faz 32 mortos no país – Japão teme mais ondas gigantes

Março 11, 2011 | Acidentes, Asia, Desastres, Foto, Japão, Mundo, Terremoto, Tsunami

Abalo teve magnitude 8,9 e foi seguido de muitos tremores secundários.
Ao menos 32 morreram no país, e costa do Pacífico teme ondas gigantes.

Um terremoto de magnitude 8,9 atingiu nesta sexta-feira (11) a costa nordeste do Japão, segundo o Serviço Geológico dos EUA (USGS), matando ao menos 32 pessoas e gerando um tsunami que ameaça países da costa do Oceano Pacífico.

O tremor foi o 7º pior da história, segundo a agência americana,

Imagens de TVs locais mostram que o abalo gerou um tsunami (onda gigante) , que alcançou áreas da cidade de Sendai. Carros e barcos foram arrastados.
Logo após o tremor, um alerta para ondas de até seis metros de altura havia sido emitido no país. O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico, agência americana, também emitiu um alerta para toda a costa pacífica, exceto EUA e Canadá continentais, de onda de até dez metros.

A agência de gerenciamento de desastres do Japão afirmou que pelo menos 32 pessoas morreram no país. Ainda não havia informações sobre vítimas brasileiras, segundo o embaixador do Brasil no país.

As vítimas incluem um homem de 67 anos, esmagado por uma parede, e uma idosa, atingida pelo teto da própria casa, que desabou, ambos na região de Tóquio. Outras três pessoas morreram soterradas dentro de casa em Ibaraki, a nordeste da capital.

A Agência Nacional de Polícia, entretanto, afirmou que ainda não é capaz de confirmar o balanço de mortos.
O tremor teve epicentro no Oceano Pacífico a 130 km da península de Ojika, a uma profundidade de 24 km.

Premiê pede calma

O abalo, que ocorreu às 14h46 (hora local, 2h46 de Brasília), foi seguido até o momento por pelo menos outros 38 fortes tremores de magnitude superior a 5, segundo o USGS, agência americana que monitora e estuda tremores pelo mundo. O governo japonês emitiu um alerta sobre o risco de fortes réplicas.
O primeiro-ministro do Japão, Naoto Kan, qualificou como “grandes” os danos causados pelo abalo, mas não deu informações sobre vítimas. Kan pediu “calma” à população. Ele estava no Parlamento na hora do tremor.

O terremoto sacudiu com força os edifícios de Tóquio. Alarmes foram disparados nos prédios, houve correria, e as linhas telefônicas ficaram bloqueadas.

O Shinkansen, o trem-bala da capital japonesa, e os dois principais aeroportos ficaram temporariamente fechados.
As autoridades japonesas pediram aos moradores da capital que fiquem no centro da cidade e não tentem chegar a suas casas se vivem nos arredores

A rede TBS mostrou um prédio em chamas na ilha futurística de Odaiba, na capital japonesa.
Um aviso de ondas gigantes foi emitido pelo Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico após o terremoto. O alerta foi dado para Austrália, Nova Zelândia, Polinésia e países do litoral oeste do continente americano.

Alertas

As Filipinas ordenaram a retirada de milhares de cidadãos na costa oriental do terço norte do país pelo risco de um tsunami gerado no Japão atingir a região.

Segundo o Instituto Filipino de Vulcanologia e Sismologia (Philvolcs), a onda gigante chegará ao litoral leste da ilha de Luzon entre 17h e 19h do horário local (6h e 8h de Brasília).

Nova Zelândia, Taiwan, Indonésia e a ilha de Guam também emitiram alertas.

Comentários (2)

 

  1. Damiana disse:

    Os cientistas deveriam analisar mehlor o desenvolvimento das placas tectônicas pois elas são grandes responsáveis por esses tremores,obrigado.

  2. Damiana disse:

    Realmente é lamentável o q está acontecendo no Japão espero q os cientistas juntamente com toda equipe encontre uma solução para acabar com esses tremores,.

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.