Homem ensina filho e sobrinha como fazer um assalto

junho 5, 2009 | Comportamento, Educação, Flagrantes, Justiça, Santa Catarina, TV, Videos, Violência, YouTube

A polícia de Santa Catarina procura um homem, já condenado pela Justiça do Paraná por assalto, visto em um vídeo caseiro em que ensina duas crianças – o próprio filho, de 4 anos, e uma sobrinha, de 3 anos -, a roubar.

No vídeo, uma boneca é usada para representar uma vítima e um revólver de brinquedo é colocado nas mãos de uma menina de 3 anos.

A criança é sobrinha do homem procurado, que é também suspeito de liderar uma quadrilha que sequestrou por 32 horas uma mulher e o filho dela, de 3 anos, depois de serem levados de um hotel na cidade de Penha, litoral norte de Santa Catarina.

O cartão de visitas do marido da vítima, funcionário de um grande estaleiro, chamou a atenção de uma camareira do hotel. “Na verdade, a camareira pensou que ele fosse rico, e passou informações para os comparsas”, diz o delegado Renato Hendges.

A camareira foi presa junto com a irmã e a mãe. Na casa delas, também na cidade de Penha, a polícia encontrou o vídeo.

Quem aparece na imagem é o homem procurado pela Justiça e também marido da camareira. É ela quem grava a cena. Ele ensina o filho e a sobrinha como fazer um assalto.

Comentários (1)

 

  1. Haddammann disse:

    Parece com o vídeo da menina pastora louca ou aula da nazi-teo-pulhítica do Canalha-Mor que tá em Brasília.
    Confiram: “dicirreba a cabeça dele, tú passá pu cima da cabeça dele” (No caso o ‘inimigo’ é quem não é ‘fiel’ de entregar a ‘vida'(?) e o dinheiro pras arssembréias desse tal de inferno).
    Confiram: “Instruções” nas ruas dos currais do nazi-socialismo-divino dadas pelos acoluinhados e seus mandantes: “Tem que tocá o Foda-se”; “Tem qui chegá ni nós se não morre na praia”; “Si nóis não abençuá num anda”; “Tem que ser mercenário” (Pérola dum lugar que um dia foi exemplo da metarlugia); “Temu que vigiá por detrás da fréista da curtina, quem passa na rua e entra na casa do vizinho” (lição das ratazanas infurnadas nas assoc. de moradores a serviço dos ‘do bem’).
    Confiram: “Internet é coisa do cão”; “Tem que vigiá os pedófilu”; “Tem que controlá” (Estão confundindo a Sociedade com o antro dos padres e pastores; estão tão afundados na mentira que pensam que ninguém vê como estão conduzindo a garotada pra disfarçar os currais dos elementos fichados de podridão).
    Numa Sociedade em que exploram desgraças como a dum vôo de avião e a perda para fazerem marketing de religião; a ‘moral’ e o ‘respeito’ são armas do esperto contra otários; e só nos resta (a quem ainda pensa que presta como ser humano) o escrúpulo pessoal e a dignidade individual.

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.