Geisy Arruda vira música de MPB – Banda faz clipe para a estudante da Uniban

dezembro 17, 2009 | ABC, Aluna, Brasil, Carnaval, Celebridade, Comportamento, Entretenimento, Foto, São Paulo, Turismo, TV, YouTube

Fotos-Imagens-geisy-Arruda-vestido-novo-mpb-musica-banda

Banda 1/2 Dúzia de 3 ou 4 faz até clipe para a estudante da Uniban

meia-duzia-Banda-Fotos-Imagens-Geisy-Arruda

Geisy Arruda virou música. Depois de ser centro de uma polêmica ao ser hostilizada por colegas da Uniban por conta de um vestido curto e ter se tornado celebridade instantânea, ela agora conquistou seu espaço entre as musas da música popular brasileira – MPB.

A homenagem foi feita pela banda paulistana de MPB 1/2 Dúzia de 3 ou 4, na canção Geisy e o Zé Pilintra, que será apresentada ao público pela primeira vez neste sábado (19), às 19h, em show em frente à livraria HQ Mix, na praça Roosevelt, no centro de São Paulo, com entrada gratuita. O baixista Marcos Mesquita explica ao R7 o porquê da homenagem.

– No caso da Geisy, ficamos surpresos com a forma como o acontecimento invadiu a mídia nos últimos dois meses. Em uma conversa sobre o assunto, decidimos fazer a música para homenageá-la.

Veja o clipe da música:

O R7 quis saber do baixista o que a banda acha do tamanho do vestido de Geisy, que causou um verdadeiro rebuliço de opiniões em todo o país. Esperto, ele usa um trecho da letra:

– Achamos que o vestido não era tão curto assim, nem tão feio assim, mas que também não era tão bonito.

A canção compara Geisy com a Geni de Chico Buarque, a que era apedrejada e boa para cuspir.

- Geisy foi acuada por 700 alunos que criticavam sua roupa. A Geni, de Chico, na peça A Ópera do Malandro, era apedrejada por toda a cidade, mas foi aclamada pelos habitantes do local assim que precisaram dela. Com Geisy aconteceu algo muito parecido: ela era uma pessoa comum, que de certa forma foi apedrejada ao sofrer críticas tão severas de seus colegas. Entretanto, no dia seguinte ao episódio, virou ícone da liberdade feminina no vestuário.

Daniel Carezzato e Lia Bernardes cantam em show do 1/2 Dúzia de 3 ou 4 –

A banda define seu estilo como “MPB nada P, mas muito B”, reforçando a paixão por sonoridade brasileira nem sempre tão popular. O baixista até brinca com as siglas:

– Há quem diga que para M [referindo-se à música] falta muito. Partimos do princípio de que na música tudo se torna. Temos em quase todas as faixas de Tudo se Torna [primeiro álbum da banda, que pode ser baixado de graça no site do grupo] músicas incidentais de outros artistas. Cada integrante traz a influência de um estilo musical, do erudito ao samba, e isso virou o 1/2 Dúzia. Zé Rodrix nos definiu certa vez como os herdeiros da vanguarda paulistana, mas disse que não era uma vanguarda chata.

A banda nasceu em 2002 e é formada, além de Mesquita, por Thiago Melo (violão e voz), Daniel Carezzato (voz e percussão), Lia Bernardes (voz), Mike Reuben (sax e flauta) e Arnaldo Nardo (bateria), e Sergio Wontroba (sax e clarinete).

A música em homenagem a Geisy será apresentada dentro da programação da segunda edição do Birinight Christmas. O evento coloca o público ao lado de ilustradores e cartunistas que fazem desenhos encomendados por R$ 5.

Fonte R7

Comentários (1)

 

  1. paulo\15091196927 disse:

    te amo muito geisy arruda beijos geisy

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.