Fotos em sites pornográficos – Mulher que mora em Fortaleza tenta há 10 meses retirar imagens da internet, delegacia disse que não resolve o caso

outubro 10, 2012 | América do Sul, Brasil, Ceara, Comportamento, Crime, Fortaleza, Foto, Internet, Mundo, Redes Sociais

[ad#Retangulo – Anuncios – Esquerda]Uma mulher de 27 anos tenta retirar fotos dela da internet desde janeiro, em Fortaleza. Ela descobriu que suas imagens foram parar em um site pornográfico quando os vizinhos começaram a comentar. “Percebi que tinha algo de errado quando escutei os comentários aqui no bairro. As pessoas disseram que iam passar minhas fotos para os celulares de todo mundo”, afirma a mulher, que prefere não se identificar.

Segundo a mulher, as fotos foram retiradas enquanto ela conversava em um bate-papo com uma pessoa. Quando soube que as fotos estavam em um site procurou um detetive para descobrir quem postou na internet. Porém, o trabalho de investigação teve que ser interrompido por conta das ameaças recebidas. “Eu e o detetive recebemos ameaças começamos a receber ameaças de todos os lados. Disseram que iam me matar, tocar fogo na minha casa” conta.

Além de contratar um detetive, a mulher disse que também procurou a Polícia Federal para resolver o caso e recebeu como resposta que deveria ir até a delegacia do bairro. Quando procurou a delegacia do 8º distrito, do Bairro José Valter, disseram que nada poderia ser feito. “Ninguém quis resolver”, afima.

Crime

Em casos como esse a especialista Kariana Martins recomenda que a pessoa procure um advogado para retirar o conteúdo da internet. “ A vítima tem que entrar com uma ação de remoção desse conteúdo contra o provedor do site que está hospedando a foto e contra o próprio site” . Caso o site não retire de imediato, ele responderá por danos morais.

Outra medida que cabe nesse caso é a criminal. “Esse crime é caracterizado como uso indevido da imagem, por ter sido lançado em um site de pornografia, caracteriza por injúria”. A vítima pode pedir que seja feita a quebra de identidade para descobrir quem foi o autor da divulgação das fotos pela internet.

Se a pessoa se sentir ameaçada, ela também pode recorrer a medida inibitória. “A pessoa que postou as fotos na internet pode querer agredir. A medida seria para inibir qualquer tipo de agressão à vítima seja na internet ou na vida real”, conclui a especialista.

Deixe seu comentário

Sobre este site

Site que reúne as notícias mais relevantes da mídia nacional e internacional.